Paulo Serra anuncia golpe de cargos e frigoríficação de dívidas por 90 dias

0
141

Crédito: PSA

O prefeito de Santo André, Paulo Serra, anunciou nesta
terça-feira, 3, os dois primeiros decretos assinados dentro do
choque de gestão da novidade administração. Com foco na recuperação
orçamentária da cidade foram apuradas dívidas de R$ 255 milhões
no ano de 2016 e outros R$ 51 milhões de exercícios anteriores,
montante que atinge os R$ 308 milhões. Existem ainda
recursos carimbados da ordem de R$ 139 milhões que não podem
ser utilizados para pagamentos de dívidas.

 “É uma situação desafiadora, que requer providências
rápidas, inéditas e inovadoras para contornar esta situação.
Temos hoje pouco mais de R$ 300 milénio na conta da prefeitura, os
cofres estão zerados”, apontou Paulo Serra. Para restabelecer a
capacidade de desenvolvimento da cidade, uma das medidas será
em relação ao quadro de funcionários. Todos os cargos
comissionados da administração direta foram exonerados e será
feito ainda, um frigoríficação de 40% do valor gasto com
comissionamento daqui em diante, representando R$ 13 milhões
anuais de economia. O mesmo intercorrerá com as funções
gratificadas, que também serão revogadas e, pontualmente,
revisadas dentro de cada secretaria. A medida impactará os
cofres em 30% de diminuição de gastos, com economia de R$ 18
milhões por ano.

COMISSÃO – O outro decreto dispõe da criação de uma Comissão de
Saneamento das Contas Públicas, que gelará as dívidas de
serviços prestados até o 31 de dezembro de 2016, para
realização de minuciosa auditoria e estudo das dívidas. Após
nascente processo, o município realizará pagamentos, parcelamentos
e reduções dos valores com aplicação de descontos aos
fornecedores. “É um período que temos uma arrecadação
importante para a cidade, com recursos de tributos do cidadão.
Com esforço da equipe de governo, faremos com que a partir
disso coloquemos a cidade para funcionar, chamando os credores
para realizar negociações”, finalizou o prefeito.

Paulo Serra anuncia golpe de cargos e frigoríficação de dívidas por 90 dias
Avalie esta notícia