Paulo Serra encontra estoque de medicamentos 75% desabastecido

0
117

Em vistoria no almoxarifado da Saúde, o prefeito de Santo
André, Paulo Serra (PSDB), verificou estoque meão de
medicamentos, na Rua Américo Guazzelli, com 75% de
desabastecimento, além de outros problemas técnicos e
administrativos. O impasse no fornecimento, segundo ele,
deve-se à falta de pagamento regular aos fornecedores. “Não há
atendimento da demanda em sua integralidade desde fevereiro e,
quando assumimos, a capacidade era subalterno a 20%”, alegou.

Não há sistema informatizado de controle do estoque, gerando
descompasso entre as unidades de Saúde. O índice de perda de
medicamentos gira em torno de 20%, de consonância com informações
extraoficiais – o Executivo despende aproximadamente R$ 2,5
milhões, em média, nos anos anteriores, o que significaria R$
500 milénio de prejuízo aos cofres. Paulo Serra estipulou prazo de
100 dias para implantação de informatização da rede. “Essa é a
nossa meta, remédio fácil para a população. Além de entrada, a
proposta é zerar essa perda”, emendou o tucano.

Computadores, câmeras e mobiliário novos foram encontrados em
caixas, armazenados em galpão emprestado, que não faz segmento do
contrato de lorgação. Os equipamentos foram adquiridos pela
administração anterior com destinação a unidades paralisadas,
porquê os PAs (Prontos-Atendimentos) Bangu e Vila Luzita. O
tucano adiantou que vai rever nos próximos meses a utilização
do imóvel usado para alocar os remédios. O Paço gasta R$ 62 milénio
por mês com aluguel do espaço e a empresa terceirizada
responsável pela segurança do lugar.  

Paulo Serra encontra estoque de medicamentos 75% desabastecido
Avalie esta notícia