Paulo Serra trabalhará com 14 secretarias

0
81

Prefeito eleito de Santo André, Paulo Serra (PSDB) anunciou
ontem dez dos 14 secretários do seu porvir governo. A
formatação da novidade equipe confirma o namoro de quadros no
primeiro escalão prometido pelo tucano, que irá trabalhar com
cinco secretários a menos do que o atual governo, de Carlos
Grana (PT).

A divulgação foi feita na tarde de ontem, em hotel na região
meão da cidade. Dos dez nomes, pelo menos seis são figuras
políticas de Santo André e que possuem trajetória partidária.
Só o PTB ficou com três cadeiras no secretariado.

Ex-vice-prefeita e presidente do PTB municipal, Dinah Zekcer
será secretária de Educação; os vereadores Edson Sardano (PTB)
e Donizeti Pereira (PV) assumirão Segurança e Meio Envolvente
(setor que será criado) – com isso, Marcos Pinchiari (PTB)
herda cadeira na Câmara. Mandatário do DEM andreense, Fernando
Marangoni será dirigente de Habitação. Já o vice-prefeito eleito e
atual parlamentar, Luiz Zacarias (PTB), apinhará a Pasta de
Serviços Urbanos e o ex-prefeiturável e também vereador Ailton
Lima (SD) será secretário de Desenvolvimento e Geração de
Empregos.

Os perfis técnicos ficaram por conta de Ana Paula Peña Dias –
integrou os governos William Dib (sem partido) e Luiz Pelágico
(PT), em São Bernardo – para a chefia da Saúde; Edilson Factori
para o comando de Mobilidade Urbana; Marcelo Delsir da Silva em
Cidadania e Inclusão Social e, por término, Simone Zárate para
gerenciar a Pasta de Cultura.

De forma estratégica, Paulo anunciou os vereadores e
presidentes de partidos para seu primeiro escalão e,
simultaneamente, divulgou os nomes e os currículos dos
secretários adjuntos, todos eles figuras formadas na área em
que vão atuar. Em cerimônias de anúncio de secretários,
raramente o número dois da Pasta ganha evidência. No ato de
Paulo, foram chamados pelo prefeito eleito a sentarem ao lado
dos titulares.

Alguns nomes, inclusive, integraram a gestão do ex-prefeito
Aidan Ravin (PSB), uma vez que a própria Dinah e sua futura adjunta,
Cleide Bochixio, que foi secretária do mesmo setor no governo
do ex-gestor. “Independentemente de terem sido de gestão A ou
B. Se estão cá é porque têm competência, vontade de trabalhar
e compromisso com a cidade”, argumentou Paulo.

O prefeito eleito pretende anunciar mais sete nomes para conceber
o governo, sendo quatro secretarias e três figuras que também
terão status de secretários, mas gerirão com estrutura
menor que as demais Pastas. 

Paulo Serra trabalhará com 14 secretarias
Avalie esta notícia