Categorias: Direito Previdenciário Saúde

Perigos da Mineração

Perigos da Mineração: Drenagem Ácida, se você nunca ouviu esse termo antes. Saiba que ele é o resultado da extração de materiais como

Perigos da Mineração: Drenagem Ácida, se você nunca ouviu esse termo antes. Saiba que ele é o resultado da extração de materiais como:

  • Chumbo,
  • Ouro e também o
  • Zinco.

polui o meio ambiente e além de também ameaçar a saúde do ser humano. Alguns pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) estudam diversas formas na tentativa de combatê-la

Perigos da Mineração

Ciência e pesquisadores focados no combate. Cientistas da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) estudam diversas formas na tentativa de combater a Drenagem Ácida.

Um dos maiores problemas ambientais causados por empresas de mineração, com possibilidade de mobilizar elementos tóxicos e poluir os recursos hídricos, causando impactos na biodiversidade dos ambientes afetados e também na saúde humana.

A ocorrência da drenagem ácida tem sido relatada principalmente na extração de ouro, chumbo, zinco, níquel e cádmio. No Brasil, os principais estados mineradores são:

  • Pará,
  • Bahia,
  • Santa Catarina e também
  • Minas Gerais,

onde está concentrado o maior número de lavras.

Drenagem Ácida

A drenagem ácida é uma solução aquosa gerada quando minerais que contêm sulfetos, localizados em ambientes profundos, são expostos a ambientes abertos e entram em contato com oxigênio e água, gerando sulfatos (substâncias ácidas). A coordenadora do Instituto Nacional — Recursos Minerais, Água e Biodiversidade (IEE) e professora do Departamento de Engenharia Metalúrgica e de Materiais, Virgínia, explicou na época que o processo de transformação da água ácida ocorre com a combinação de minérios que possuem enxofre com micro-organismos, que geralmente estão presentes nos depósitos de minérios e de água.

“O fato de haver minérios sulfetados não significa necessariamente que há água ácida. O que causa o problema são características locais e a diferença entre o poder de geração dessa água e o poder de neutralizá-la, que o próprio minério e o solo têm”, disse.

As águas naturais têm concentração de substâncias e características do seu contato com o solo que podem reagir de maneiras diferentes quando encontram a água de pH baixo, como nos locais onde há maior quantidade de carbonatos e bicarbonatos, componentes de característica básica, sendo mais fácil, dessa forma, ocorrer a neutralização natural da água.

Formas de Evitar

Uma das formas de evitar a formação da drenagem ácida é prevenindo a criação de condições que favoreçam a reação, com o controle dos três principais fatores químicos do processo:

  • Oxigênio,
  • Água e
  • Sulfeto.

“O sulfeto e a bactéria já estão no local. A atuação ocorre principalmente no oxigênio e na água. Sendo que, entre os dois, o mais fácil de controlar é o oxigênio”, afirma Virgínia.

Ainda segundo ela, é de extrema importância agir para que as superfícies de rejeitos (o mesmo que devastou Brumadinho) que contêm minerais sulfetados não fiquem expostas às condições oxidantes em presença de água.

O professor do Departamento de Engenharia Elétrica da UFMG Flávio, acrescentou ainda que uma das maneiras de as mineradoras prevenirem a formação da água ácida é cobrindo a pilha de estéril (monte de material extraído que se forma com a mineração) com algo impermeável que tenha a função de evitar ou minimizar a infiltração.

“Mesmo com essa técnica, é possível haver um pouco de infiltração. De qualquer forma, é uma maneira de reduzir o dano.”

No estado Brasileiro de Minas Gerais (MG), há 17 lavras com grande potencial para produzir a água ácida — a maioria de extração de ouro. Segundo a gerente de Resíduos Sólidos, Industriais e Minerários da Fundação Estadual de Meio Ambiente, Eleonora Deschamps, o órgão ambiental fiscaliza e orienta as empresas a monitorar as pilhas de estéril do material extraído.

“Além de contaminar o solo e a água, a drenagem ácida pode atingir nascentes e rios, de onde muitos municípios fazem a captação para abastecimento público. Com isso, metais pesados e tóxicos solubilizados em meio ácido podem ser consumidos pelas pessoas, como o cromo e o arsênio, que têm potencial cancerígeno. Por essa razão, o assunto merece atenção e alerta à saúde”, diz.

Água Doce

Além da pesquisa sobre drenagem ácida, os cientistas da UFMG avaliam maneiras de diminuir os impactos da mineração nas águas subterrâneas, encontradas abaixo da superfície do solo. Elas correspondem ao maior estoque de água doce nos continentes e são responsáveis pela regulação de córregos, rios e nascentes. Muitos municípios usam essa água para seu abastecimento.

De acordo com o professor do Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental da UFMG Celso de Oliveira Loreiro, se o processo de exploração mineral atinge grandes profundidades, a água subterrânea pode ser afetada. “A água passa a ser, em princípio, um tipo de empecilho para a mineração, sendo necessário retirá-la. E essa retirada promove, efetivamente, um rebaixamento da mina, com potencial de impactos hídricos nos focos de água no entorno”, afirma.

Segundo ele, uma das formas de amenizar esse impacto é fazendo uma gestão da água.

“A água que se retira para promover o rebaixamento pode ser administrada em termos da própria cooperação industrial, do processo industrial, na operação e na reciclagem, por meio de um estudo de engenharia. Ela pode ser usada, voltar a ser utilizada e até mesmo retornar para a natureza com qualidade.”

  1. Água
  2. A drenagem ácida ocorre quando minerais que contêm sulfetos e se localizam em locais mais profundos são expostos a ambientes mais abertos e entram em contato com oxigênio e água, gerando, assim, sulfatos, que podem contaminar águas subterrâneas
  3. Água entra em contato com os sulfetos das rochas
  4. Minerais contendo sulfetos
  5. Água Ácida

Mineiros tem que Vencer os Riscos Diariamente

Perigos como desabamentos, claustrofobia, calor forte dentro das minas é o minimo que passam os trabalhadores nessa situação insalubre.

Nas décadas passadas é verdade que era muito pior, mas isso não quer dizer que está bom.

Você se recorda do acidente e também do resgate dos mineiros no Chile? que chegou até a virar roteiro e hoje filme. Na época a tragédia polarizou o interesse da mídia e também da opinião pública internacional. Hoje é tudo sobre Bolsonaro e Queimadas da Amazônia. Todos já se esqueceram, mas não se tratou apenas de um caso isolado. Muitos incidentes subterrâneos ocorreram no século passado e também neste. Continua a ocorrer mesmo em 2019. Desastres pouco conhecidos que vitimaram dezenas de trabalhadores.

Acidente como por exemplo o que causou a morte do mineiro chileno Roberto Benítez Fernandes, que simplesmente foi esmagado por uma rocha de uma (01) tonelada a cerca de mil (1.000) metros de profundidade em uma mina localizada em Valparaíso, região costeira do país.

No mês de (06) junho de 2010, um acidente na mina colombiana de San Fernando matou 73 (setenta e três) operários. O incidente foi causado por uma explosão ligada à combustão de metano, provocando um incêndio com temperaturas de 1.000ºC, segundo relatório divulgado pelo Ministério de Minas e Energia do país.

Em fevereiro de 2005, outra Tragédia

214 mineiros morreram e 12 ficaram presos a 242 metros de profundidade, numa explosão de gás na mina de carvão de Sun­­jiawan, na Província de Liaoning, no noroeste do país. Segundo especialistas, este foi o pior desastre do gênero ocorrido na China desde que os comunistas assumiram o poder em 1949.

Em novembro de 2001, 40 pessoas morreram soterradas numa mina de ouro de Filadélfia, a 300 quilômetros a oeste da capital do país. No dia do desastre, havia 140 pessoas trabalhando na escavação entre as quais muitas cri­­anças no momento do deslizamento de terra. A tragédia é considerada até hoje um dos piores desastres ocorrido em minas subterrâneas em toda a história americana.

Aqui mesmo Brasil onde a Reforma quer Mudar a Aposentadoria

Uma dos piores desastres ocor­­ridos nas últimas décadas no Brasil aconteceu em Urus­­san­­ga, cidade localizada próxima à Criciúma, no sul de Santa Ca­­tarina no Sul do Brasil. No dia 10 de setembro de 1984, às 5h10, a mina de carvão em que trabalhavam 85 mineiros explodiu. Eles foram soterrados num ponto a 1.200 metros da en­­trada da mina, num local co­­nhecido por eles como painel seis. Houve 31 mortes. A mina foi fechada e a atividade, ba­­nida dos limites do município há exatos 26 anos.

Melhorias e Tecnologia

No entanto, o trabalho em minas subterrâneas evoluiu muito nas últimas décadas. Hoje, grande parte da produção é mecanizada, o que me­­lhorou as condições operacionais no subsolo e facilitou o cotidiano dos mineiros envolvidos na extração. A evolução tecnológica, o desenvolvimen­­to de novos métodos relacionados à engenharia de minas e a maior fiscalização por parte do poder público transformaram uma atividade extremamente insalubre num meio de vida honroso e minimamente seguro para quem o exerce.

Mesmo com tantas medidas e precauções, é certo que acidentes acontecem.

“A periculosidade do trabalho em minas continua alta. O perigo de trabalhar em uma mina é real. Apesar das melhorias constantes, o risco de exposição a um ambiente como esse continua muito alto”, analisa Otávio Augusto Boni Licht, geó­­logo da Mineropar – Mineirais do Paraná.

Agora que você sabe um pouco da dificuldade que passa um trabalhador insalubre mineirador. Acredita que eles podem, trabalhar 40 (quarenta anos) para solicitar então a Aposentadoria Especial?

Ou o Governo está querendo acabar com a modalidade da Aposentadoria Especial e passar a pagar só Pensão por Morte?

Mesmo sem a Reforma da Previdência 2019 ou Reforma do Governo Bolsonaro ser aprovada e entrar em vigor. Hoje o INSS nega 8 em 10 pedidos de Aposentadoria Especial. É isso que ganha o trabalhador que arrisca a vida diariamente para sustentar a família.

Artigo atualizado: 4 de setembro de 2019 09:29

+ Recentes

  • Cultura & Lazer

Descartáveis e Recicláveis

Descartáveis e Recicláveis: Reciclar é “Reaproveitar” algo para a produção de novos produtos. Reciclado é quando o material já foi…

9 de outubro de 2019
  • Geral
  • Neurologista infantil
  • Neuropediatra
  • Saúde

Por que CRIANÇA Deve ir para cama cedo? Mania de Pai e Mãe, Será?

Por que CRIANÇA Deve ir para cama cedo? Mania de Pai e Mãe, Será?: Os Avós são taxativos! 22 criança…

8 de outubro de 2019
  • Advogados
  • Direito Previdenciário

Pente-Fino: Reavalia Auxílio-Doença e Invalidez – Quem deve se Preocupar?

Pente-Fino: Reavalia Auxílio-Doença e Invalidez - Quem deve se Preocupar? A SPrev (Secretaria de Previdência, ligada ao Ministério da Economia)…

8 de outubro de 2019