Período Trabalhado: Após Início de Ação Judicial Contra o INSS

Fique de Olho, pois o Período trabalhado após início de ação judicial contra o INSS poderá ser incluído no cálculo do benefício: Trabalhadores que ingressaram com ações contra o Instituto Nacional do Seguro Social – INSS, poderão incluir no cálculo do benefício o período trabalhado após o início da ação judicial.

Período trabalhado após início de ação judicial contra o INSS

Poderá ser incluído no cálculo do benefício

Essa troca foi autorizada em um acórdão publicado pelo Superior Tribunal de Justiça – STJ, conforme antecipou o jornal Agora São Paulo n última quarta-feira, dia 04/12/2019.

Com a decisão, o entendimento fica unificado acerca dessa questão, que antes era julgada de formas diferentes dependendo da região do país.

Segurado Busca na Justiça um Benefício

Na prática, a partir de agora, se um segurado busca na Justiça um benefício, mas o juiz entende que ele não tem direito, esse trabalhador poderá pedir novamente o benefício, contabilizando o tempo trabalhado enquanto a ação tramitava.

Essa troca da data para cálculo do tempo de contribuição já é autorizada nos pedidos de concessão de benefícios em tramitação na via administrativa, ou seja, no Instituto Nacional do Seguro Social.

Fique de Olho, pois o Período trabalhado após início de ação judicial contra o INSS poderá ser incluído no cálculo do benefício: Trabalhadores que ingressaram com ações contra o Instituto Nacional do Seguro Social

Para Alexandre T., vice-presidente do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário – IBDP, a medida beneficia todos os envolvidos na ação:

  • Segurado,
  • Instituto Nacional do Seguro Social e o próprio
  • Judiciário.

— Essa é uma decisão que é benéfica para o segurado, porque considera o tempo que foi acumulando durante o andamento do processo. Além disso, é bom para o Instituto Nacional do Seguro Social, porque evita que o segurado tenha que protocolar de novo o pedido. E ainda impacta no Judiciário, porque evita que seja aberto um novo processo — afirma.

O advogado ressalta, porém, que a decisão do STJ – Superior Tribunal de Justiça só vale para ações que tramitam em primeira e segunda instâncias.

Além disso, o Instituto Nacional do Seguro Social deve ser intimado a se manifestar sobre o novo cálculo pedido pelo beneficiário.

Calcular o valor do Benefício

Para calcular o valor do benefício, primeiro é preciso calcular o salário de benefício, que corresponde à média aritmética simples dos 80% maiores salários de contribuição, corrigidos monetariamente desde julho de 1994.

Com uma simples visita aos postos de atendimento da previdência social, é possível saber esse valor.

Como é feito o cálculo da aposentadoria por idade?
Art. 3º Para o segurado filiado à Previdência Social até o dia anterior à data de publicação desta Lei, que vier a cumprir as condições exigidas para a concessão dos benefícios do Regime Geral de Previdência Social, no cálculo do salário de benefício, será considerada a média aritmética simples dos maiores salários-de

Como se faz o cálculo de aposentadoria 85 95?
5) Calcular a regra 85 95 (90 100)
A regra 85 95 é a soma IDADE da pessoa e ao seu TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO no momento da aposentadoria. Para entender certinho a regra 85 95, leia os seguintes artigos: A regra 85 95 e a aposentadoria por idade; TOP 5 dúvidas sobre regra 85 95 do INSS.

Qual é o teto do INSS?
O reajuste vale desde 1º de janeiro de 2019. O teto dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) passa a ser de R$ 5.839,45 (antes era de R$ 5.645,80).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies