Placa eleita quer que diálogo com Paulo Serra melhore depois eleição

228

Representante eleitoral da placa 2, vencedora no pleito ao
comando do Sindserv (Sindicato dos Servidores Públicos) de
Santo André, Durval Ludovico Silva afirmou que o diálogo entre
a entidade e o governo do prefeito de Santo André, Paulo Serra
(PSDB), tende a melhorar por conta da novidade diretoria que
comandará o sindicato.

Antes da eleição desta diretoria, não havia um grupo
reconhecido pela Prefeitura, já que, por conta de brigas entre
os grupos, um gestor judicial gerenciava a instituição.
Para Durval, as conversas terão “mais legitimidade”.

“A eleição foi calma, tranquila. Quem quis (servidor)
participar teve entrada a isso. Foi a eleição com mais votos (do
sindicato). Por ter quatro chapas, mais pessoas decidiram
participar. Foi magnífico. Nunca se houve uma (eleição) tão
normal, tão simples assim. Não houve incidente”, disse.

Durval ressaltou a tranquilidade do pleito lembrando que, no
ano pretérito, a categoria de servidores de Santo André tentou
sem sucesso escolher seus representantes. Em uma das datas
marcadas para o processo eleitoral, houve recontro entre dois
integrantes que estavam, direta ou indiretamente, participando
do pleito, o que impossibilitou a votação e resultou em
intervenção judicial.

Entre as pautas do sindicato para o próximo triênio está,
principalmente, a reposição da inflação deste ano. “(Queremos)
Resolver a questão do dissídio. Reposição da inflação
anterior”, declarou Durval. “A data base foi em abril. (O
sindicato está, neste ano, até hoje) Sem negociar questões do
aumento (com a Prefeitura). Com a novidade diretoria, temos
ajeitada conversa com o governo, no dia 19”, explicou.

Outro ponto engrandecido pelo representante da placa vencedora do
pleito foi o vale-refeição. “Servidores não têm esse benefício,
a não ser em autonomia. Recebem marmita, e já reclamamos da
qualidade. Também pretende-se resolver a reclassificação
salarial das categorias e reforma do regimento da Educação”,
ressaltou Durval.

Uma vez que a direção do Sindserv é colegiada, terá uma reunião para
definir quem será o representante lícito da categoria. Só então
terá a posse da novidade direção do sindicato, que permanecerá até
2020 à frente da entidade. 

Placa eleita quer que diálogo com Paulo Serra melhore depois eleição
Avalie esta notícia