Polícia aguarda laudo para investigar corpo encontrado no Jardim Utinga

1
279

O setor de homicídios da Delegacia Seccional de Polícia de
Santo André aguarda a identificação de cadáver de um varão
encontrado ontem na Avenida Marginal do Oratório, no Jardim
Utinga, em Santo André. O objetivo é esperar o laudo do IML
(Instituto Médico Lítico) para, com possível identificação,
reconstituir os últimos passos da vítima e traçar traço de
investigação.

Os indícios apontam que o corpo encontrado envolvido por mantas e
talingações, sob poltrona quebrada na rua, foi deixado no sítio
durante a madrugada de terça para quarta-feira. Logo pela
manhã, a moradora Leidimar Fernandes, 44 anos, foi fazer a
limpeza de tapete em frente à residência dela. Ao notar um tanto
estranho pela presença de moscas, ela acionou viatura da PM
(Polícia Militar) que passava pela região.

Segundo autoridades, o varão apresenta incontáveis ferimentos à
faca, um olho roxo e duas tatuagens – uma de tigre no antebraço
recta e o rosto de uma moçoila nas costas –, além de estar
degolado. Ele vestia bermuda jeans e usava brinco preto na
ouvido direita. O caso foi registrado no 2º DP (Camilópolis) de
Santo André e guiado à divisão de homicídios.

HOMICÍDIO

Segundo o investigador superintendente da divisão de homicídios da
Delegacia Seccional de Santo André, Edson Barbosa, homicídio de
um varão foi notificado na noite de terça-feira na Rua
Planaltina, em Utinga. O caso está registrado no 2º DP de Santo
André e o corpo ainda não foi identificado. Os suspeitos
estavam em um veículo Fiat de cor escura.

Uma hora e meia depois do homicídio, três homens foram detidos
em Mauá, dentro de automóvel com a mesma característica. O
próximo passo será solicitar as armas encontradas com o trio –
calibre 380 e calibre 38 – para o confronto balístico.

A suspeita é a de que os homens detidos em Mauá sejam os
autores do homicídio na cidade vizinha. 

Polícia aguarda laudo para investigar corpo encontrado no Jardim Utinga
1 20% 1 vote