Ponte da avenida dos Estados é liberada para veículos

Crédito: Ricardo Trida/PSA
Durante o final de semana, o Departamento de Engenharia de Tráfego (DET) executou o trabalho de sinalização horizontal e vertical, além da ligação dos semáforos para pedestres e carros.A travessia sobre o rio Tamanduateí passou por obras de recuperação de sua estrutura, que tiveram início em dezembro do ano passado, após o Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), responsável pela intervenção, detectar que a segurança da ponte estava prejudicada. Parte da estrutura ficou completamente comprometida por conta de infiltração de água da chuva, causando danos irreversíveis. Mas o Semasa conseguiu recuperar 70% da passagem, adequando a via para 6 metros de largura útil, com duas faixas disponíveis para a circulação de veículos.“Esta é mais uma ponte que a gente devolve para a cidade, uma alça importante que faz ligação no sentido Mauá – São Paulo para o centro de Santo André. Já entregamos no prazo a ponte do Sam’s Club e nesse ano estamos entregando, também no prazo, esta ponte da rua dos Alpes”, afirmou o prefeito Paulo Serra, que esteve no local nesta segunda-feira.As obras também envolveram a reconstrução do guarda-corpo da ponte, que é a estrutura de concreto lateral que traz proteção aos pedestres e motoristas. O investimento total foi de cerca de R$ 1 milhão. Agentes do DET permanecerão no local pelos próximos dias orientando os motoristas e controlando o fluxo de veículos nas duas faixas de rolamento da ponte no sentido centro.Santa Teresinha – Outra ponte que passa por benfeitorias é a da rotatória de Santa Teresinha, sentido São Caetano, na altura do viaduto Presidente Castelo Branco. O trabalho, que também é de recuperação da estrutura da via, contempla a instalação de 72 estacas de concreto para sustentar a passagem e evitar que a água não infiltre a estrutura. A previsão é de que as obras, orçadas em R$ 1,2 milhão, terminem até abril.Diagnóstico inédito – A manutenção das pontes da avenida dos Estados teve início a partir de um diagnóstico inédito realizado em 2017 pelo Semasa em 43 pontes que cruzam rios e córregos da cidade. O objetivo foi detectar preventivamente problemas que pudessem comprometer a segurança das estruturas e, assim, agilizar obras de recuperação das vias para evitar maiores problemas.Com o estudo, ainda no ano passado, outras duas pontes passaram por intervenção: no rio Tamanduateí (avenida dos Estados junto à avenida Eng. Olavo Alaísio de Lima, ao lado da Craisa) e outra do córrego Guarará (avenida Capitão Mário Toledo de Camargo com a rua Cisplatina). Além disso, o Semasa também reconstruiu em seis meses, de abril a outubro, a ponte nas proximidades do Sam’s Club, que entrou em colapso.

Aguardando palavras...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais