Ponte será reconstruída em seis meses, estima Semasa

0
149

 Projeção feita pelo Semasa (Serviço Municipal de
Saneamento Ambiental de Santo André) aponta prazo de até seis
meses para término das obras de reconstrução da ponte que dá
aproximação à Avenida Antônio Cardoso. A estrutura, que cedeu na
véspera do aniversário do município, no dia 7, no momento
recebe obras de contenção emergencial às margens do Rio
Tamanduateí, na área do incidente.

Diferentemente da estimativa inicial feita logo após o episódio
pelo superintendente da autonomia, Ajan Marques, de oito meses
para término nos trabalhos – incluindo intervenções
complementares no viário e no entorno –, o novo prazo
estipulado pelo Semasa leva em consideração a destreza que o
processo de contratação emergencial, com dispensa de licitação,
proporciona à Prefeitura.

A expectativa é a de que a Prefeitura de Santo André, por meio
da autonomia, finalize ainda nesta semana a contratação
emergencial de empresa que será responsável pela reconstrução
da ponte. Ainda não há, porém, definição de valores.

Interditada desde o início do mês, a área no entorno da ponte,
localizada na Avenida dos Estados, recebeu nas últimas semanas
serviços de remoção dos escombros da estrutura em colapso.

No momento, a gerência de drenagem do Semasa realiza
intervenções de contenção às margens do Tamanduateí, com
objetivo de reparar estruturas danificadas pelas fortes chuvas
registradas no início do mês.

Para diminuir os congestionamentos em volta da ponte que cedeu,
a Prefeitura de Santo André construiu no canteiro meão,
próximo à ponte que dá aproximação à Avenida Antônio Cardoso, aproximação
individual para passagem de trólebus e ônibus. A via tem
possibilitado que tapume de 250 coletivos, incluindo transporte
municipal, intermunicipal e veículos da Metra, deixem de
realizar meandro pela área meão da cidade. Os automóveis
comuns, por sua vez, seguem realizando retorno na ponte que dá
aproximação para a Rua Caraguatatuba.

 

SANTA TEREZINHA

Fechada para o fluxo de veículos desde janeiro, quando a
estrutura sofreu solapamento, a ponte localizada na Avenida dos
Estados, próxima ao Viaduto Forte Branco, no bairro Santa
Terezinha (ao lado do SESI, no sentido São Bernardo), segue sem
prazo para tolerar intervenções estruturais. A expectativa era a
de que a ponte pudesse receber reparos ainda neste semestre, no
entanto, a novidade projeção aponta que as obras na estrutura
somente saiam do papel após a reconstrução da ponte que dá
aproximação à Avenida Antônio Cardoso.

O governo andreense promete finalizar até junho avaliação de
todas as estruturas localizadas na extensão da Avenida dos
Estados. A vistoria técnica que contempla nove passagens tem
uma vez que objetivo prevenir quaisquer novos incidentes com os
acessos que fazem a ligação do Meio da cidade com a região do
2º Subdistrito.

Em menos de três meses, duas estruturas responsáveis por esta
travessia do Rio Tamanduateí cederam após possante chuva. O
processo levará em consideração todos os sinais de risco das
estruturas. Isso inclui a medição da resistência das pontes,
análise da quantidade de trincas existentes nas passagens,
dentre outros fatores.

Ponte será reconstruída em seis meses, estima Semasa
Avalie esta notícia