Prefeitura divulga resultados do Estudo de Demanda Turística de Santo André

Prefeitura divulga resultados do Estudo de Demanda Turística de Santo André :

Prefeitura divulga resultados do Estudo de Demanda Turística de Santo André


Crédito: Ricardo Trida / PSA

A Prefeitura de Santo André divulgou nesta quarta-feira (14) os resultados do Estudo de Demanda Turística, ação realizada em parceria com a Strong Esags que mapeou a atividade turística da cidade. Os números foram divulgados em reunião virtual do Conselho Municipal de Turismo (Comtur).

A iniciativa teve início em outubro de 2020 e teve como objetivo identificar o perfil socioeconômico e hábitos de consumo de turistas de Santo André, bem como seu nível de conhecimento e percepções sobre os serviços e atrativos turísticos oferecidos na cidade. Os resultados são utilizados para alinhar as políticas públicas que promovam e alavanquem o turismo como eixo de desenvolvimento econômico.

A pesquisa desenvolvida atende ao Plano Diretor de Turismo de Santo André e levou em consideração a avaliação dos turistas a respeito da cidade. Como forma de apoio, a Strong Esags utilizou alunos de todos os cursos para suporte técnico e operacional, como projeto interdisciplinar de extensão.

O estudo concluiu que a parte do público que procura lazer e descanso em Paranapiacaba, busca locais próximos à sua moradia para roteiros de curta estadia com bom custo-benefício para viagens em família e com amigos, e a outra parte do público que frequenta a cidade a negócios tem permanência maior e vem de localidades mais distantes, viajando também em grupos, porém menores ou com a família.

No estudo, foi possível verificar que 30% dos visitantes possuem faixa etária de 30 a 39 anos, sendo 51% homens e 49% mulheres. O levantamento mostra ainda que 87% dos visitantes são do próprio Estado de São Paulo e 29% visitam a cidade acompanhados dos filhos. Ao todo, 44% dos turistas são assalariados e 32% possuem ensino superior completo.

A maior parte dos turistas retorna para sua cidade de origem no mesmo dia e visita Santo André a lazer e turismo com veículo próprio. Entre os que fazem pernoite da cidade, 55% se hospedam em hotéis. Quase metade dos turistas gastam até R$ 100 no município, sendo 70% em restaurantes.

Ao todo, foram 638 questionários válidos preenchidos e os resultados têm margem de erro de 5%. A pesquisa foi realizada de forma digital na Vila de Paranapiacaba e em shoppings, hotéis, estações, parques, templos religiosos e centros comerciais.

Para José Marcos Santos, membro titular do Comtur e membro do Conselho de administração do Hotel Blue Tree, o Estudo de Demanda Turística é fundamental para o mapeamento dos turistas da cidade. “Gostaria de elogiar a iniciativa da Prefeitura e a organização do trabalho do Comtur. A pesquisa foi fundamentada para ser colhida em vários locais e isso acaba gerando um resultado muito interessante que nós não tínhamos. Uma informação de qualidade. Vemos com bons olhos e vamos estudar com muito carinho, pois dali vamos tirar várias propostas para trabalhar e inclusive atrair turistas para a nossa hotelaria”, contou.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento e Geração de Emprego, Evandro Banzato, as atividades ligadas ao turismo são consideradas estratégicas para a gestão pública, principalmente na retomada econômica após a pandemia.

“Teremos o lançamento do Portal de Turismo de Santo André, campanha dos pontos mais importantes do município, solicitação do selo MIT (Município de Interesse Turístico) e também parte de todo este trabalho contempla o Estudo. Ele foi feito em uma parceria muito importante com a Strong Esags, que nos auxiliou na interpretação dos dados. É com muita alegria que compartilhamos o resultado deste estudo com a comunidade andreense e do Grande ABC”, disse o secretário.

O Estudo de Demanda Turística completo pode ser acessado no site http://www3.santoandre.sp.gov.br/turismosantoandre/wp-content/uploads/2021/02/Estudo-de-Demanda-Tur%C3%ADstica-de-Santo-Andr%C3%A9-2020.pdf.

Município de Interesse Turístico – O Estudo de Demanda Turística é uma das exigências para que Santo André seja reconhecida como Município de Interesse Turístico (MIT). No último mês, o deputado estadual Thiago Auricchio (PL), a pedido da Prefeitura, protocolou na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo a requisição para o reconhecimento de Santo André como cidade turística. A iniciativa agora passará por uma análise técnica pela Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo.

A cada três anos, o Grupo Técnico de Análise dos Municípios Turísticos (GAMT), do Governo do Estado, faz um ranking entre as cidades com interesses turísticos. O próximo deverá ser realizado ainda este ano e, caso Santo André tenha uma boa colocação, terá a oportunidade de se tornar MIT, podendo obter recursos de até R$ 700 mil por ano, mediante a apresentação de projetos turísticos ou de infraestrutura turística.

Para que uma cidade possa se tornar MIT, seguindo a Lei 1261/15, ela precisa cumprir quatro exigências: entregar estudo de demanda turística referente ao ano anterior ao projeto de lei, inventário da oferta turística, plano diretor municipal de turismo e Conselho Municipal de Turismo instituído e atuante.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies