Prefeitura entrega primeiras escrituras do Conjunto Residencial José Nancy

126

Após cerca de 30 anos de espera, famílias começam a ter situação regularizada
Crédito: Ricardo Trida/PSA
A espera acabou para os moradores do Conjunto Residencial José Nancy, no Parque Erasmo Assunção. Após quase 30 anos, as primeiras famílias que moram no local tiveram suas residências regularizadas e receberam as escrituras na tarde deste domingo (3) das mãos do prefeito Paulo Serra. O evento que selou o momento decisivo para a vida dessas famílias aconteceu na Associação dos Moradores e também contou com a presença do secretário de Habitação e Regularização Fundiária, Fernando Marangoni, além de lideranças locais.Este foi apenas o início da regularização no conjunto. Das 202 famílias que moram no local, 17 receberam  as escrituras neste domingo. As outras 185 residências que têm situação irregular passam por questões burocráticas e devem ser contempladas com a escritura até o final de janeiro. Segundo o prefeito Paulo Serra, regularizar os imóveis é uma das essências da atual administração. “Temos sempre que melhorar a vida das pessoas e dar dignidade. Hoje demos um primeiro passo com essas famílias. Temos um grande desafio de regularizar as residências das pessoas que já pagaram seu imóvel, por meio de mutirão e programa habitacional. Aqui foram 30 anos que as pessoas estavam esperando e nós conseguimos entregar em apenas um ano de governo. É muito importante para cidade, mas principalmente para essas pessoas”, disse o prefeito.A microempresária Lucimar Rodrigues da Costa, de 50 anos, é uma das moradoras que foram contempladas com a escritura da casa. Moradora do conjunto desde a época do início de sua construção, Lucimar comemora o fato de poder legalmente ter uma residência para chamar de sua. “É uma conquista pelo tanto que trabalhamos aqui. Muita coisa aconteceu, muita gente atrapalhou ao longo dos anos e ter esse documento na mão é uma conquista muito grande. Ter a escritura na mão e poder falar ‘isso é meu, eu que lutei’ é muito bom. Tenho a casa há mais ou menos 30 anos e todos que estavam nessa batalha se uniram, hoje somos uma família”, contou a moradora.De acordo com dados levantados pela Prefeitura, a maioria dos assentamentos precários e ex-assentamentos precários transformados está localizada em áreas públicas. A ocupação de áreas particulares representa 29% e 10% do total estão localizados em áreas mistas – públicas e particulares. Todas as informações disponibilizadas sobre a titularidade das áreas ocupadas foram incorporadas às Fichas de Caracterização dos Assentamentos Precários.Como resultado dessa atuação, que é um dos maiores esforços da atual administração, quase 30 assentamentos já foram regularizados administrativamente na Prefeitura e cerca de outros 60 assentamentos encontram-se em processo de regularização. Em números absolutos, este panorama representa aproximadamente 4 mil domicílios regularizados na Prefeitura de Santo André sendo que, destes, cerca de 2.680 domicílios ainda não foram regularizados em Cartório de Registro de Imóveis.

Prefeitura entrega primeiras escrituras do Conjunto Residencial José Nancy
Avalie esta notícia