Prefeitura evita invasão de terreno privado no Campestre

0
103

Crédito: Júlio Bastos/PSA

A Prefeitura de Santo André, agiu rápido neste termo de semana
para liberar o terreno de uma obra no bairro Campestre que
vinha sendo usado por moradores em situação de rua. Localizado
na esquina entre a rua das Figueiras, avenida Prestes Maia e
parque Campestre, o sítio estava com tapume quebrado há um
tempo, possivelmente devido as fortes chuvas, o que facilitou a
ingressão dos moradores em situação de rua. A Prefeitura foi
notificada do ocorrido e, na noite de sexta-feira (10), a
equipe da secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação, com
a ajuda de desforço feito pela Guarda Social Municipal (GCM),
entrou em conformidade pacificamente para que desocupassem o sítio.

No dia 23 de janeiro a Prefeitura já havia enviado uma
notificação para os proprietários do terreno para que
providenciassem a manutenção do tapume. No sábado (11), depois
da intervenção da Prefeitura, os responsáveis pelo terreno
fecharam a obra com novos tapumes. Após a ação, a secretaria de
Saúde também notificou o proprietário do espaço quanto a um
possível foco de dengue.

Para o prefeito de Santo André, Paulo Serra, o trabalho em
equipe entre as secretarias faz com que as ações sejam
realizadas com maior eficiência e rapidez. “Com o trabalho e
esforço de todas as secretarias, queremos trabalhar para
melhorar todas as questões do município. Esse caso foi mais um
exemplo de que em conjunto podemos ampliar nossa produtividade
com a competência de nossas equipes.”

Segundo o secretário de Habitação de Desenvolvimento Urbano,
Fernando Marangoni, a Prefeitura sempre se manterá atenta a
esse tipo de situação. “Não vamos permanecer inertes em relação a
invasões, sejam elas em terrenos públicos ou particulares.
Ocupação de solo é competência municipal, então a partir do
momento que temos conhecimento, não podemos permanecer inertes a
esse tipo de situação e tomaremos as providências necessárias”,
afirmou.

Prefeitura evita invasão de terreno privado no Campestre
Avalie esta notícia