Prefeitura vai solicitar ampliação do projeto UPA Bangu

0
90

Vistoria PA Bangu

Crédito: Júlio Bastos/ PSA

Na manhã de hoje, 16, o Prefeito Paulo Serra vistoriou as obras
do macróbio PA Bangu, fechado desde dezembro do ano pretérito por
problemas de infiltração. Escoltado da Secretária da Saúde,
Ana Paula Peña Dias, e do Secretário apenso de mobilidade
urbana, obras e serviços públicos, Vitor Mazzeti, o encarregado do
Executivo anunciou que vai pedir para o Ministério da Saúde a
ampliação do projeto da unidade. Se ratificado, o equipamento que
está sendo adequado ao concepção UPA 24 horas porte 2, será
habilitado para o porte 3, o que amplia sua cobertura para até
300.000 habitantes da região.

Segundo Serra, faz todo sentido aproveitar a área ampla que o
espaço possui atender melhor a população do 2º sub-distrito,
que tem solicitado um sítio de atendimento mais próximo de suas
casas. “Essa área possui demanda que justifique a ampliação,
essa deveria ser a proposta desde o início, eles merecem uma
unidade de grande porte. Vamos estudar utilizar nesse
importante equipamento, recursos parlamentares que conseguimos
nesse governo. Além disso, se o Ministério da Saúde estiver de
conformidade com a mudança, isso aumentará o valor do repasse para as
obras e custeio mensal”.

No sítio estão sendo instalados 17 leitos adultos e 10
pediátricos, o que já atende o número mínimo estipulado pelo
governo Federalista para qualificar a unidade porquê porte 3. Além
disso, a estrutura está sendo ampliada para melhorar a
circulação dentro da unidade. Toda rede de gases medicinais
também está sendo modernizada. Próximo a Pediatria, será feito
um parquinho tornar a espera por atendimento menos dolorosa às
crianças e para os demais usuário e equipe de trabalho será
repensado a ambiência das salas para gerar mais conforto no
protecção. Outro projeto estudado pela Pasta é aproveitar o
largo estacionamento do equipamento para realizar mutirões de
consultas e exames.

Nas próximas semanas, as equipes de trabalho se reunirão para
ordenar o as medidas a serem tomadas para efetivar a mudança
no projeto e o cronograma da obra.“ A questão da implantação
dessa alteração precisa ser feita em aspectos jurídicos, então
vamos regularizar isso porque dessa a gente consegue uma
ampliação de leitos, do repasse financeiro, de equipes médicas
e profissionais de saúde, dando um melhor atendimento a nossa
população, já que nessa região não tem nenhum hospital. Então
pelo menos que a pessoa seja acolhida da melhor forma possível,
com eficácia, humanização e técnica, e nos casos que for
necessário essa pessoa vai ser transferida para o núcleo
hospitalar”, explicou a secretária da Pasta.

Neste momento, a reforma está orçada em R$ 1.600.000,00, sendo
contrapartida do município, enquanto o Governo Federalista 
repassou R$ 517.707,00 para a ampliação. As obras estão sendo
feitas pela empresa Ponto Poderoso. A expectativa é que a unidade
realize pelo menos 12 milénio atendimentos por mês, servindo para
desafogar equipamentos da rede de urgência e emergência mais
próximos.

Prefeitura vai solicitar ampliação do projeto UPA Bangu
Avalie esta notícia