Programação do Carnaval 2018 no Sesc Santo André

0
130

Grupo Furunfunfum
Crédito: Dora Mendes
A festa comemorada em vários países ganhou brasilidades que fazem de fevereiro um dos meses mais quentes do ano. Manifestação sociocultural originária na Antiguidade, encontrou no nomeado país do Carnaval sua identidade única, consolidada pelas bases da cultura popular brasileira. O momento é de pular ao som do bloco e ao lado de bonecos gigantes; dançar com marchinhas e crônicas que tratam com bom humor acontecimentos cotidianos; celebrar e refletir a diversidade que compõem o caldo cultural do Brasil. Para festejar não tem idade. Quando a folia começa, é hora de brincar o Carnaval.E é com brincadeira, irreverência e alegria que os Grupos Furunfunfum e Sopro Brasileiro recebem nas quadras do Sesc Santo André, sempre às 16h, convidados especiais para festejar os quatro dias de folia carnavalesca. Parceiros de longa data oferecem ao público um vasto repertório da música popular brasileira e marchinhas tradicionais. O projeto é resultado da junção da companhia de teatro Furunfunfum com a banda Sopro Brasileiro, e propõe trazer a essência do Carnaval de rua ao público, usando técnicas teatrais que exaltam música, dança e personagens icônicos em uma viagem ao passado.Para abrir a programação no dia 10/02, sábado, os grupos Furunfunfum e Sopro Brasileiro convidam para folia a POIN – Pequena Orquestra Interativa. O grupo é um projeto dos integrantes da Cia. Cabelo de Maria, conhecida pela pesquisa das tradições musicais do Brasil. Com repertório precioso, a POIN é composta por instrumentos que permitem maior mobilidade dos músicos como violão, flauta, sousafone, acordeom, violino e percussão. A principal característica do espetáculo é a interação com o público que, explorando ritmo, afinação, coordenação motora e memória, se torna protagonista da festa.No domingo, 11/02, o convidado é o Baile do Padilha. Comandado pelo músico Paulo Padilha, o baile eclético agita foliões com a mistura de composições próprias e grandes clássicos do samba, forró e marchinhas do Bloco TODOMUNDO. Paulo Padilha é cantor e compositor com quatro CDs gravados, e possui canções nas vozes de Simone, Daúde, Suzana Salles, Juçara Marçal, Palavra Cantada, Marcos Sacramento, entre outros. No baile carnavalesco, Padilha flana com fineza e humor na mistura de crônicas urbanas contemporâneas e matizes da música popular brasileira.Os grupos Furunfunfum e Sopro Brasileiro convida para a festa no dia 12/02, segunda-feira, a banda Bicho de Pé, para colocar os foliões a “forrozear”. Mesclando ritmos dançantes do norte e nordeste como forró, xote, baião, samba, xaxado, maracatu, caribó e arrasta pé, o quinteto do Bicho de Pé engrandece a regionalidade brasileira em suas composições. Em quase vinte anos de carreira, o grupo já gravou quatro discos, o DVD Bicho de Pé – 10 anos, e um trabalho dedicado a Luiz Gonzaga, o rei do baião.No quarto dia de folia, terça-feira 13/02, é a vez do Bloco Jegue Elétrico formado em fevereiro de 2000, o bloco paulista homenageia as carroças do Nordeste, que nos dias de folia são transformadas em trios elétricos e carros alegóricos carregando multidões por onde passam. De maneira viva e intensa, o Bloco Jegue Elétrico não se limita à contemplação do público e conduz os foliões a participação e construção da cultura popular brasileira ao retransmitir valores tradicionais do Carnaval. Partindo das marchinhas antigas, o bloco contempla crônicas musicais sintonizadas com acontecimentos contemporâneos, sempre com bom humor e alegria.E para animar todos estes shows, foram convidados também os Bonecões Gigantes do Ateliê Natasha Faria, que convidam o público a dançar junto ou mesmo se vestir de bonequeiro e animar os foliões. Os bonecões são marcas registradas de muitos carnavais, como São Luiz do Paraitinga, e portadores de tradições que vão desde a maneira como são construídos à maneira como são vestidos e postos a dançar.Também fazem parte do Carnaval do Sesc Santo André rodas de samba com grupos tradicionais da região que se apresentam às 13h, na Lanchonete Externa da unidade. O público terá a oportunidade de sambar com a Comunidade do Samba de São Bernardo do Campo (sábado, 10/02 e domingo, 13/02), Comunidade do Samba de Mauá (domingo, 11/02), Grupo Babalotim com integrantes da Mocidade Fantástica de Vila Alice (segunda-feira, 12/02). Os grupos resgatam o samba de raiz e colocam o público para dançar e cantar junto, relembrando grandes mestres da nossa música ao som do samba acústico.ServiçoToda a programação é gratuita e livre para todos os públicos. Carnaval 2018 no Sesc Santo AndréDia 10/02, sábado.13h – Comunidade do Samba de São Bernardo do Campo, na Lanchonete Externa. 16h – Bloco do Furufunfum e Sopro Brasileiro e POIN – Pequena Orquestra Interativa.Dia 11/02, domingo.13h – Comunidade do Samba de Mauá, na Lanchonete Externa. 16h – Bloco do Furufunfum e Sopro Brasileiro e Baile do Padilha.Dia 12/02, segunda-feira.13h – Grupo Babalotim e integrantes da Mocidade Fantástica da Vila Alice, na Lanchonete Externa. 16h – Bloco do Furufunfum e Sopro Brasileiro e Bicho de Pé.Dia 13/02, terça-feira.13h – Comunidade do Samba de São Bernardo do Campo, na Lanchonete Externa. 16h – Bloco do Furufunfum e Sopro Brasileiro e Bloco Jegue Elétrico.Programação completa em Carnaval 2018 Sesc Santo André.

Programação do Carnaval 2018 no Sesc Santo André
Avalie esta notícia