Abctudo 2023
Abctudo 2023

PORTAL DE NOTÍCIAS DO ABC PAULISTA

InícioSete CidadesSanto AndréProjeto de Apadrinhamento Afetivo no município de Santo André

Projeto de Apadrinhamento Afetivo no município de Santo André

Conteúdo do Artigo

Após a identificação dos interessados ao apadrinhamento afetivo, a equipe do CRAMI/Projeto Fênix realizará uma palestra inicial para apresentação do projeto
Crédito: divulgação/ facebook Crami ABCD
O CRAMI – Centro Regional de Atenção aos Maus Tratos na Infância do ABCD é uma Organização Não Governamental fundada em 1988 e declarada de Utilidade Pública Municipal, Estadual e Federal. A Sede é em Santo André e possui Núcleos de Atendimento em São Bernardo do Campo e Diadema. Os três núcleos dedicam-se ao trabalho de prevenção à violência doméstica e ao atendimento psicossocial a crianças e adolescentes e suas famílias, para que as relações familiares se deem pautadas no diálogo, afeto e respeito.APRESENTAÇÃO:O Projeto “Apadrinhamento Afetivo” é uma ação do CRAMI através do Projeto Fênix, em parceria com a Kindernothilfe[1], com o apoio da Vara da Infância e Juventude, Secretaria Inclusão e Assistência Social, Defensoria Pública e das Casas de Acolhimento do município de Santo André. Visa proporcionar às crianças (a partir dos 10 anos de idade) e adolescentes em situação de acolhimento institucional com possibilidades remotas de adoção ou sem perspectiva de retorno imediato ao convívio familiar, a vivência social e afetiva por meio da convivência familiar e comunitária, possibilitando a construção de vínculos de referências positivas para além da instituição, ampliando assim a oportunidade destas receberem apoio e atenção individualizada como também a retaguarda afetiva mesmo após a saída do acolhimento institucional.A divulgação do Projeto de Apadrinhamento Afetivo será feita através de folders, cartazes, propagandas, entrevistas, sites, mídia e redes sociais. Ressaltará que o projeto visa o apadrinhamento e não adoção.No site do CRAMI haverá uma página direcionada ao Projeto de Apadrinhamento Afetivo, com as informações pertinentes ao projeto e, também, contará com uma área para o cadastro dos pretendentes ao apadrinhamento que posteriormente serão contatados para agendamento da 1º reunião de apresentação do Projeto.Os equipamentos que forem procurados por interessados, deverão orientá-los a entrar em contato através do E-mail: apadrinhamentoafetivo@crami.org.br; Telefone: 4992-1234 ou site www.crami.org.br.Após a identificação dos interessados ao apadrinhamento afetivo, a equipe do CRAMI/Projeto Fênix realizará uma palestra inicial para apresentação do projeto.Após a palestra os pretendentes que desejarem dar continuidade no processo participarão dos três encontros de preparação, devendo comparecer no primeiro encontro com a ficha de cadastro preenchida que estará disponível no site.Os encontros serão semanais, com os seguintes temas:1º Encontro: Acolhimento Institucional – Características e dinâmicas. Por que e Para que crianças e adolescentes são acolhidas – Encontro conduzido por profissional do CRAMI/Projeto Fênix com a participação da Equipe Técnica das Casas de Acolhimento;2º Encontro: Estatuto da Criança e Adolescente, Aspectos jurídicos, diferença entre Apadrinhamento, Adoção e Guarda – Encontro conduzido pela Defensoria Pública e/ou Ministério Público de Santo André;3º Encontro: Que referência quero ser para o meu/minha afilhado(a). Especificidades da Adolescência: Comunicação, vínculo e limites – Encontro conduzido por profissional do CRAMI/Projeto Fênix.Ao final do ciclo de encontros, os candidatos que concordarem com os termos passarão por entrevista individual com a equipe do CRAMI/Projeto Fênix e, se avaliados como aptos ao apadrinhamento afetivo, assinarão um Termo de Compromisso de Apadrinhamento, deverão entregar cópias dos documentos pessoais (RG, CPF e Certidão de Casamento, se casado), comprovante de endereço e antecedentes criminais.Os padrinhos e/ou madrinhas somente serão inseridos no processo de avaliação, orientação e liberação, através do CRAMI/Projeto Fênix e deferimento da Vara da Infância e Juventude de Santo André.Definidos padrinhos e/ou madrinhas e afilhados, a equipe técnica do Projeto Fênix emitirá um parecer com dados do padrinho e/ou madrinha e da criança/adolescente para a Vara da Infância e Juventude para conhecimento e decisão judicial que será enviada ao CRAMI/Projeto Fênix que comunicará a Casa de Acolhimento para o inicio do processo de aproximação.Ainda será realizada visita domiciliar em conjunto com a Equipe Técnica das Casas de Acolhimento quando chegar o momento da criança/adolescente visitar a residência de seu padrinho e/ou madrinha.As saídas com os padrinhos e/ou madrinhas somente ocorrerão com autorização judicial.Durante os seis primeiros meses haverá o acompanhamento mensal por parte da equipe Projeto Fênix, tanto com o padrinho e/ou madrinha, quanto com a criança/adolescente para o monitoramento. Após esse período realizaremos encontros semestrais com o padrinho e/ou madrinha, para que troquem experiências uns com os outros e expressem seus sentimentos e ideias em relação ao apadrinhamento afetivo. Haverá, quando necessário, suporte frente às dificuldades que possam vir a surgir.CRITÉRIOS DE INSERÇÃOPadrinho e/ou Madrinha-Idade mínima de 25 anos e ter diferença mínima de 14 anos para o apadrinhado;-Possibilidade de moradores de outros municípios, priorizando os moradores de Santo André;-Não estar no cadastro de adoção;-Preencher a ficha de cadastro;- Participar dos três encontros de preparação;-Passar por entrevista com a equipe técnica do Projeto;-Entregar a documentação solicitada;-Assinar o Termo de Acordo-Ter disponibilidade de se encontrar com o afilhado no mínimo uma vez por mês sem prejuízo de acordos pré-estabelecidos (acompanhamento escolar, telefonemas, troca de mensagens, etc.);-Não ser técnico, educador, ou outros profissionais que estejam realizando acompanhamento ao acolhido;-E, em situações em que crianças e adolescentes possuem pessoas em seu circulo comunitário ou amigos que tenham interesse em apadrinhar, os mesmo deverão passar pelos mesmos processos de cadastro e avaliação.A Doutora Soraia Lorenzi Buso , Juíza de Direito Titular da Vara da Infância e da Juventude da Comarca de Santo André instituiu o Apadrinhamento Afetivo no município através da portaria nº 01/2017 datada em 01 de agosto de 2017.


OPINIÃO

ABCTudo Paulista

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interação de fatos e dados.
** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do ABCTudo/IT9.

spot_img

Crie seu WebSite com quem tem Experiencia

Clique no botão ao lado e conheça a iT9 Marketing

Lugares para Viajar

Descubra Porque se Hospedar na Praia Grande

Ao planejar momentos de lazer no litoral de São Paulo, cada vez mais pessoas estão escolhendo se Hospedar na Praia Grande. E o fato...

Leia também

Festival Sabores da Cidade de Santo André Começa Nesta Segunda

Santo André, 10 de maio de 2024 - A cidade está se preparada para o Festival Sabores da Cidade - 471 Motivos para Amar Santo André, que começa nesta segunda-feira (13) e dura até 11 de junho. Com a...

Domingo no Pedroso terá inauguração de pedalinho e atividades de saúde e lazer

Equipamento volta à ativa no Parque do Pedroso após mais de 30 anos; evento também marca a abertura do primeiro Parque Naturalizado de Santo André

A pé por Santo André

Absorver experiências, conhecer e mudar é parte do amadurecimento das pessoas. Mas nem sempre é possível ir para longe, outros locais do Brasil e Exterior, para isso. Muitas vezes basta reparar no que está ao nosso lado. Na cidade...

Publique sua notícia no ABCTudo

Tenha seu artigo publicado. Estudante de Jornalismo? Entre em contato