Projeto Malabaristicamente no Sesc Santo André

Fernando Proença integra o Elenco do Núcleo de Experimentos Malabarísticos
Crédito: Ricardo Avellar
Malabares, malabarismo, malabaristas. Claves para o alto rompem os limites da gravidade. Bolas flutuam como bolhas de sabão. Aros e diabolôs pairam como discos voadores. Pratos, chapéus, cigar boxes equilibrados com maestria. Desafios até então impossíveis se tornam matéria prima para o espetáculo. É mergulhando no universo do malabarismo que o projeto Malabaristicamente traz ao Sesc Santo André números circenses, companhias de artistas especializados na técnica de malabarizar com diferentes objetos, em uma atmosfera cênica que extrai do público suspiros de alívio e excitação a cada truque realizado. As apresentações são gratuitas e acontecem aos finais de semana, nos meses de fevereiro, março e abril.Evidências da arte de dominar e manipular objetos datam do Antigo Egito, há mais de 4000 anos. Pinturas encontradas em túmulos mostram que naquela época os egípcios já malabarizavam às margens do Nilo. Indícios malabarísticos também são encontrados na China, Grécia e Roma antiga. Malabaristas animando o público com artefatos lançados ao ar eram comuns nas feiras da Idade Média. Malabarizando, o bobo da corte promovia a alegria no reino. Entre os séculos XVII e XVIII, o teatro popular – mais precisamente, o gênero renascentista Commedia dell”Arte – incorporou às artes cênicas as técnicas do malabarismo. Com o passar dos anos, as performances começaram a ganhar maior complexidade, novos truques e desafios surgiram. Ao desembarcar no Brasil, o circo já trazia em sua bagagem diversas expressões artísticas como música, dramaturgia, dança, acrobacias e os clássicos malabaristas.O Sesc Santo André recebe até abril espetáculos que contemplam as mais variadas técnicas do malabarismo. No picadeiro, os artistas convidados contextualizam performances que envolvem palhaçaria, circo-teatro, circo contemporâneo e clássico, e claro, muito malabarismo. Fazem parte deste projeto os tradicionais Cabarés, onde artistas interagem entre si e com o público em um jogo cênico sempre bem humorado e divertido.O público terá a oportunidade de aprender e explorar habilidades e dimensões artísticas com vivências malabarísticas que auxiliam na coordenação motora, força, equilíbrio, concentração e estabelece diálogos entre corpo e objeto. Serão experiências com propostas diversas, desde instalações mediadas pelos malabaristas para iniciantes e veteranos adquirirem estímulos criativos, a oficinas que permitem experimentar as técnicas do malabarismo executadas durante os espetáculos. Afinal, para malabarizar com elegância – malabaristicamente falando – é preciso prática e destreza!No dia 18/02, domingo, o Projeto Fusões/Experimentos, idealizado pelo NEM – Núcleo de Experimentos Malabarísticos, busca difundir estilos do malabarismo ao unir no picadeiro três artistas que colocam em cena técnicas avançadas e divertem a todos com combinações de truques. Os malabaristas César Lopes, Duba Becker e Fernando Proença abrem espaço para o respeitável público que, malabaristicamente, propõe desafios mirabolantes aos artistas e comandam o rumo do espetáculo.No domingo seguinte, 25/02, é a vez do Malabaré Calabares trazer grandes referências da arte do malabarismo. O espetáculo é comandado pelo mestre de cerimônias e palhaço Guga Cacilhas, perito em malabarizar palavras e sílabas. Malabaristas renomados levam os espectadores a conhecerem truques com os mais variados objetos como claves, aros, chapéus, cigar boxes, bolas, cones, pandeiros, livros e xícaras. O espetáculo é dirigido por Helena Figueira, e traz artistas que jogam até 10 claves e aros simultaneamente.Como parte do projeto Malabaristicamente, o primeiro final de semana de fevereiro no Sesc Santo André apresentou o espetáculo Circo de um Homem Só, com a Cia. Suno se apresentando no Teatro. E o Circo Vossoroca, com César Lopes, agitando o público na Área de Convivência. Ambos os espetáculos aconteceram no dia 04/02, domingo.ServiçoToda a programação é gratuita e livre para todos os públicos. Projeto Malabaristicamente no Sesc Santo André.Mês de Fevereiro Dia 18/02, domingo.16h – Projetos Fusões/Experimentos, com Núcleo de Experimentos Malabarísticos. Área de Convivência.Dia 25/02, domingo.16h – Malabaré Calabares, com Cia. Suno e convidados. Área de Convivência.Mês de MarçoDia 11/03, domingo.16h – Show de Bola, com Jesus Fornies. Área de Convivência.Dia 18/03, domingo.16h – Menu del Giorno, com Compagnia Bellavita (ITA). Área de Convivência.Dia 24/03, sábado.14h – Malabarismo Possível, com Cia. do Relativo (vivência). 16h – Carta Branca, com Cia. do Relativo.Área de Convivência.Dia 25/03, domingo.16h – Cabaré?, com Cia. do Relativo e convidados. Área de Convivência.Mês de AbrilDia 01/04, domingo.16h – Malabarismo é Música para os Olhos, com Super Circo. Área de Convivência.Dia 07/04, sábado.16h – Vivência de Malabarismo, com Super Circo (vivência) Área de Convivência.Dia 08/04, domingo.16h – Imperium, com Circo do Asfalto. Área de Convivência.Dia 14/04, sábado.16h – Vôlei Clave, com Cia. Los Circos Los e convidados. Quadras.Dia 15/04, domingo.16h – H2OBoom, com Mauro Cosenza. Área de Convivência.Dia 22/04, domingo.16h – Cabaré Malabarístico, com Cia. Los Circos Los e convidados. Área de Convivência.Dia 28/04, sábado.16h – Vivência de Malabarismo, com Grupo Irmãos Becker (vivência) Área de Convivência.Dia 29/04, domingo.16h – O Mundo dos Irmãos Becker, com Grupo Irmãos Becker. Área de Convivência.SESC SANTO ANDRÉRua Tamarutaca, 302 – Vila Guiomar – Santo André

Esta Noticia foi útil?

Clique em 5 estrelas para votar

Classificação média: / 5. Contagem de votos:

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!

Veja aqui onde pode realizar o Exame de Eletroneuromiografia em SP.