Ramalhão visitante o Red Bull em Campinas e tenta restabelecer pontos

0
87

O Santo André vai buscar hoje, às 20h30, contra o Red Bull, no
Moisés Lucarelli, em Campinas, os pontos que deixou evadir na
estreia do Campeonato Paulista, sábado, quando empatou por 1 a
1 com o Ituano, no Bruno Daniel. A partida seria na terceira
rodada, mas foi antecipada por conta do duelo do Ramalhão
contra o Criciúma, dia 16, pela Despensa do Brasil.

Mesmo fora de mansão e contra rival qualificado, que nos dois
últimos anos avançou à segunda temporada, Toninho Cecílio exige a
vitória. “Dos times do Interno o Red Bull é o que tem maior
investimento, paga maior salário, maior bicho, premiação, tem
as melhores condições de treino, então é um dos times que a
gente precisa fazer jogo poderoso. Não é porque eles perderam
na estreia (2 a 0 para o Mirassol) que eles vão entrar
mais ligados do que o meu time. Isso não admito. Nós, enquanto
grupo, temos meta subida e temos de fazer suceder. Isso só se
consegue com vitórias”, comentou.

O técnico vai repetir a graduaçãoção da estreia, mas disse que
espera evolução. “Podemos melhorar a saída de jogo e a dinâmica
do meio de campo, alargar mais a partida. Deu para trabalhar
isso nesses dois dias”, garantiu ele, que não viu o empate em
mansão uma vez que ruim. “Todo mundo quer lucrar, ver espetáculo, mas
isso acabou faz tempo. (Série A-1) É pegada, todo
mundo trabalha muito, tem ótimos treinadores e o campeonato vai
ser dor, sofrimento, tensão, força e superação. Vai ser nessa
tônica”, acrescentou.

Maior bombeiro da história do Red Bull, com 53 gols, Henan
formará a dupla ofensiva com Edmílson, que jogou no time
campineiro nas duas últimas temporadas. “Passei dois anos lá
muito bons, classificamos no Campeonato Paulista, mas a equipe
tem só quatro da minha época. Eles têm estrutura enorme, mas,
com todo saudação, vamos lá para lucrar”, garantiu Edmílson.

Ramalhão visitante o Red Bull em Campinas e tenta restabelecer pontos
Avalie esta notícia