Reforma do PS do Hospital Nardini vai atrasar de novo

0
374

Prometida pelo prefeito de Mauá, Donisete Braga (PT), para ser entregue até o dia 31, a reforma do PS (Pronto-Socorro) do Hospital Radamés Nardini terá de alterada pelo governo do prefeito eleito, Atila Jacomussi (PSB). Apesar do pagamento em dia mantido pela gestão Donisete, a Engecon ABC Construções e Empreendimentos, responsável pela obra, atrasará pela segunda vez a peroração dos trabalhos.

Em 2015, quando o serviço teve início – orçado em R$ 6,7 milhões –, a promessa era de entrega até junho. Depois, com a morosidade, Donisete assegurou durante a campanha eleitoral que o PS seria reativado até o termo do ano. O petista perdeu a eleição para Atila e a obra ganhou novidade data de entrega.

Encarregado da obra, Geraldo Vieira de Andrade apontou que o objetivo agora é finalizar a reforma em fevereiro. “Estamos iniciando a temporada de retoque. Nossa meta é concluir todo o projeto até o termo de fevereiro. Não tivemos mais problemas de chegada de materiais e questões de pagamento, que, lá detrás, em setembro, teve alguns atrasos. Se seguirmos neste ritmo dá para terminar. Temos uma equipe enxuta que procura executar muito as tarefas.”

A equipe do Quotidiano esteve no Hospital Nardini na quarta e quinta-feira e constatou poucos funcionários – na quinta, por exemplo, havia 15 trabalhadores. O pavimento ainda está no contrapiso e muitos entulhos estão espalhados por vários locais no interno do canteiro. Há também materiais, porquê esquadrias, sacos de cimento empilhados. O expediente, conforme o funcionário da Engecon, é de segunda-feira a sábado, das 7h às 17h.

Dados do Portal da Transparência da Prefeitura de Mauá indicam que todos os R$ 3,19 milhões cobrados por serviços executados foram pagos à Engecon ABC.

Reforma do PS do Hospital Nardini vai atrasar de novo
Reforma do PS do Hospital Nardini vai atrasar de novo

A gestão de Mauá não respondeu aos questionamentos da equipe do Quotidiano sobre o tópico.

PROJEÇÃO

A equipe de Atila aguardava inaugurar o PS do Hospital Nardini revitalizado nos primeiros 100 dias de gestão, porém, já há uma avaliação de que isso dificilmente se cumprirá – a despeito de a empresa prometer a entrega em fevereiro.

Em junho, quando o Quotidiano mostrou o primeiro delonga, a gestão petista afirmou que havia “subida demanda registrada no PS no início deste ano, o que inviabilizou o contingenciamento de leitos e outros procedimentos programados previamente para permitir o progresso contínuo da reforma”.

Reforma do PS do Hospital Nardini vai atrasar de novo
Avalie esta notícia