Região dispõe de 419 vagas nesta semana

186

Quem é morador das sete cidades, está desempregado e procura
recolocação no mercado de trabalho pode consultar os centros
públicos da região e a agência de empregos Luandre. Ao todo,
estão sendo oferecidas 419 vagas nesta semana.

A Luandre, situada na Rua Bernardino de Campos, 355, no Meio
de Santo André, disponibiliza 162 postos para atuação no Grande
ABC, com salários que variam entre R$ 1.100 e R$ 9.000. Dentre
as principais opções estão os cargos de supervisor de
operações, programador de produção nível três, gestor operador,
enfermeiro, técnico de enfermagem e facilitar de armazém. A
agência orienta que o cadastro para concorrer às vagas seja
feito pelo site www.luandre.com.br.

Dentre os centros públicos de trabalho e renda da região, o
destaque fica com Mauá, que dispõe de 102 postos a serem
preenchidos. A maioria deles exige Ensino Médio e, seis, não
requerem instrução.

Do totalidade, 38 chances são para operador de empilhadeira. Há
ainda dez vagas para conferente, seis para encarregado de
supermercado, outras seis para encarregado de expedição e cinco
para facilitar de logística. Para mulheres com deficiência, há
oportunidade de atuar uma vez que facilitar de limpeza.

No CTR (Meio de Trabalho e Renda) de São Bernardo há 76
postos, sendo que, deste totalidade, 22 são para atuar uma vez que fiscal
de loja, 20 uma vez que eletricista, dez para conferente de fardo e
descarga e outras dez para trabalhar uma vez que facilitar de limpeza.
Há também duas vagas para estoquista voltadas a pessoas com
deficiência.

Segundo a Sert (Secretaria do Trabalho e Relações do Trabalho),
São Caetano conta nesta semana com 37 chances, e os destaques
são as dez vagas para repositor em supermercado, seis para
açougueiro e outras seis para encarregado de supermercado.

Ainda de concórdia com o sistema da Sert, Rio Grande da Serra
possui 15 vagas, com destaque para cinco oportunidades para
ajudante de cozinha. Em Ribeirão Pires há 27 postos, com
destaque às funções de facilitar de estoque, churrasqueiro e
facilitar de enfermagem.

Até o fechamento desta edição, Ribeirão Pires e Rio Grande da
Serra não haviam informado se seus PATs (Posto de Atendimento
ao Trabalhador) tinham oportunidades.

Na maioria das vezes, as empresas contratantes exigem que as
pessoas tenham o segundo intensidade completo, possuam experiência de,
pelo menos, seis meses no missão em que desejam trabalhar e
tenham alguma qualificação (uma vez que, por exemplo, curso para ser
eletricista).

Sto.André deve retomar serviço em setembro

O CPETR (Meio Público de Trabalho, Trabalho e Renda) de Santo
André, que está com o serviço de captação de vagas
temporariamente suspenso por conta de problemas de prestação de
contas com o MTE (Ministério do Trabalho e Trabalho), deve ser
retomado em meados de setembro.

A estimativa foi dada pelo líder do executivo andreense, Paulo
Serra (PSDB), com exclusividade ao Diário. “Queremos que esteja
funcionando até lá e em um lugar novo. Vamos transferir o
serviço da Prefeitura para o prédio da Rhodia”, assinala.

A estimativa anterior, feita pelo secretário de Desenvolvimento
Econômico da cidade, Ailton Lima, era a de que o meio
voltasse a funcionar até o termo do ano.

O serviço está suspenso desde janeiro pela falta de prestação
de contas da gestão anterior. Até o momento, o MTE não
estipulou um prazo de resposta para a regularização do
convênio, que gira em torno de R$ 2,7 milhões.

Vale lembrar que o CPETR de Diadema está com o serviço suspenso
desde abril de 2016 por problemas de repasse de verba.  

Região dispõe de 419 vagas nesta semana
Avalie esta notícia