Regra inventada para (tentar) salvar Dilma Rousseff acabará barrando o impeachment de Temer

0
130

Essa é das boas. Vamos lá.

Quando se iniciou o processo de impeachment de Dilma Rousseff, uma série de regrinhas e ritos foram tirados da cartola. O pau que deu em Chico (Collor) definitivamente não daria em Francisco. Dificultaram tanto, mas tanto, mas TANTO, que muitos analistas na era decretaram a quase inviabilidade desse processo.

Isso porque, além das regras elaboradas para comissões e a admissibilidade em dupla instância, ficou ESTABELECIDO, com chancela do STF, que somente valeriam eventuais crimes de responsabilidade cometidos NO MANDATO VIGENTE. Não importa o que ela tivesse feito de 2010 a 2014, simplesmente NÃO PODERIA SERVIR DE BASE para o pedido.

Regra inventada para (tentar) salvar Dilma Rousseff acabará barrando o impeachment de Temer

Uma vez que Dilma é de roupa insuperável, ainda assim houve subvenção jurídico, pois seu processo teve porquê base pedaladas JÁ DO NOVO MANDATO.

Enfim, sabemos de tudo isso, mas falta expressar o óbvio: é uma regra válida também para Michel Temer. Ou seja, e em suma: ele só pode ser escopo de processo de impeachment por um tanto praticado NESTE MANDATO. As delações da Odebrecht, por exemplo, dizem saudação a fatos passados, tenha ou não havido delito de responsabilidade passível de impeachment.

Ele pode ser investigado, sim, mas agora depois de trespassar da Presidência. Pois é.

E qualquer um tem o recta de permanecer nervoso com isso, menos os petistas. Porque essa regra foi inventada para (tentar) salvar Dilma, acabou não dando visível, porém agora faz segmento da validade jurídica do tema.

Os petistas não somente propiciaram o governo temer, vez que votaram nele, porquê ainda por cima arquitetaram manobras que, na prática, servirão para inviabilizar qualquer pedido de impeachment fundamentado nas delações da Odebrecht.

Vale lembrar, por termo, que Dilma tinha uma base quase inexistente e Temer, hoje, consegue passar até Emenda Constitucional. Além da impossibilidade jurídica, portanto, há também a política. O “Fora, Temer” ficará só no oração, mesmo, e a maior segmento da culpa por isso, repita-se, é dos próprios petistas.

Regra inventada para (tentar) salvar Dilma Rousseff acabará barrando o impeachment de Temer
5 100% 3 votes