Um Brexit: Reino Unido sai da União Europeia – Bons tempos à Vista

Um Brexit: Reino Unido sai da União Europeia - Bons tempos à Vista

Um Brexit: Reino Unido sai da União Europeia – Bons tempos à Vista: A Inglaterra ou o Reino Unido respira aliviado. O Reino Unido já está oficialmente fora da União Europeia, após 47 anos. Às 23 horas de Londres (20 horas em Brasília) passou a valer o Brexit, aprovado em um plebiscito há mais de três anos e meio, em 23 de junho de 2016.

Um Brexit: Reino Unido sai da União Europeia – Bons tempos à Vista

A Inglaterra ou o Reino Unido respira aliviado. Foram necessários 1.317 dias de espera, dois adiamentos, três primeiros-ministros e uma série de acordos rejeitados pelo Parlamento britânico até que a saída finalmente se concretizasse.

Já durante a tarde, símbolos do Reino Unido (UK) foram retirados de órgãos da União Europeia (dor de cotovelo pensando), como o Parlamento e o Conselho Europeu, em Bruxelas, onde as bandeiras foram removidas horas antes da saída oficial. Nesta sexta, o Reino Unido se tornou o primeiro país a deixar a UE desde sua criação.

Taxas de Criminalidade em Bruxelas, Bélgica

  • Nível de Criminalidade 53.43 Moderado
  • Aumento de Criminalidade nos últimos 3 anos 62.24 Elevado
  • Preocupação sobre casa ser arrombada e objetos roubados 47.66 Moderado
  • Preocupação sobre ser assaltado 50.24 Moderado
  • Preocupação sobre carro ser roubado 38.31 Baixo
  • Preocupação sobre interior do carro ser roubado 54.22 Moderado
  • Preocupação sobre ser atacado 49.35 Moderado
  • Preocupação sobe ser insultado 52.95 Moderado
  • Preocupação sobre ser sujeito a um ataque físico devido à sua cor de pele, origem étnica ou religião 38.92 Baixo
  • Problema de pessoas consumirem ou traficarem drogas 53.05 Moderado
  • Problema de criminalidade em habitações como vandalismo e roubo 62.69 Elevado
  • Problema de crimes violentos como assaltos à mão armada 45.62 Moderado
  • Problema de corrupção e suborno 34.95 Baixo
  • Segurança em andar sozinho durante o dia em Bruxelas, Bélgica
  • Safety walking alone during daylight 67.16 Elevado
  • Segurança em andar sozinho durante a noite 37.62 Baixo
    Contribuidores: 230
Última atualização: Janeiro 2020: Estes dados são baseados em considerações dos visitantes deste website nos últimos 3 anos. Se o valor é 0, significa que é considerado muito baixo, e se o valor é 100, é considerado muito alto.
Bom, os números acima, representam que Bruxelas e Bélgica… Fui assaltado uma vez na Europa, coincidência ou não na Bélgica.

 

Antes da Saída Oficial

Brexit!!
Brexit!!

Em um pronunciamento uma hora antes da saída oficial, o primeiro-ministro Boris Johnson afirmou que o Brexit “não é um fim, mas um começo” e “um momento de renovação e mudança nacional”.

“Este é o momento quando começamos a nos unir e passamos de fase”, disse ainda, em tom otimista.

“Este é o início de uma nova era na qual não aceitamos mais que as chances de sua vida – as chances da vida da sua família – dependam de que parte do país você cresceu”.

Segundo Johnson, é o momento de “usar esses novos poderes, essa soberania readquirida para oferecer as mudanças pelas quais as pessoas votaram”.

Controlando a Imigração

“Seja controlando a imigração ou criando portos livres, libertando nossa indústria pesqueira ou fazendo tratados de livre comércio, ou simplesmente criando nossas leis e regras para o benefício do povo deste país”.

O primeiro-ministro disse ainda que o bloco europeu se desenvolveu de uma forma que não serve mais para o Reino Unido, mas que a intenção é manter uma boa relação, mesmo fora da UE.

“Queremos que este seja o começo de uma nova era de cooperação amigável entre a UE e um Reino Unido energético, um Reino Unido que seja simultaneamente um grande poder europeu e verdadeiramente global em nosso alcance e nossas ambições”, afirmou.

Um Brexit: Reino Unido sai da União Europeia - Bons tempos à Vista
Um Brexit: Reino Unido sai da União Europeia – Bons tempos à Vista

No Dia do Brexit, britânicos saíram às ruas para comemorar a separação e lotaram a Parliament Square, em Londres, onde se concentrou a festa do movimento Leave Means Leave. Em muitos pubs, com decoração lotada de bandeiras brancas, azuis e vermelhas do Reino Unido, grandes grupos também celebraram.

Transição para a Desejada Saída

Mas a saída oficial não significa que os britânicos não estarão mais conectados ao bloco europeu de um dia para o outro.

Durante 11 meses, as duas partes ainda terão um período de transição, em que vários detalhes do relacionamento entre elas serão negociados. Entre os mais importantes estão:

  • Circulação de cidadãos europeus e
  • britânicos entre Reino Unido e União Europeia
    • incluindo regras de habilitação e passaportes de animais
  • Permissões de Residência e
  • Permissões de Trabalho para europeus no Reino Unido e
  • Permissões de Trabalho para britânicos na UE
  • Comércio entre Reino Unido e União Europeia,
    • Tarifas de Importação,
    • Livre Circulação de mercadorias
  • Questões de Segurança, Compartilhamento de dados e Segurança
  • Licenciamento e Regulamentação de medicamentos
  • Circulação de Alimentos
Festa em Comemoração do Brexit
Festa em Comemoração do Brexit

Destas, a questão mais importante, sem dúvida, é a comercial, já que a UE respondeu por 49% das negociações do Reino Unido em 2019.

11 meses não for possível chegar a um acordo

Se em 11 meses não for possível chegar a um acordo sobre livre comércio, a saída será sem acordo. O Reino Unido passa a seguir os termos da Organização Mundial de Comércio e produtores e importadores britânicos passam a pagar tarifas que hoje não existem para vender e comprar produtos europeus, além de serem sujeitos às mesmas regras que outros parceiros da OMC.

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson confia na negociação de um acordo satisfatório para ambas as partes, mas já anunciou que não irá pedir nenhuma extensão no período de transição, e que este será encerrado dentro da data prevista – 31 de dezembro de 2020 – independente do resultado.

Mas, caso mude de ideia, as duas partes têm até 1º de julho para definirem uma extensão.

Sem direito a voto

Já nesta sexta-feira, o Reino Unido automaticamente deixou de fazer parte das instituições políticas europeias, como o Parlamento Europeu e a Comissão Europeia, não tendo mais direito a voto.

No entanto, durante o período de transição, continua contribuindo para o orçamento da União Europeia, precisa continuar seguindo suas regras e está sujeito às determinações da Corte Europeia de Justiça em caso de disputas legais.

Irlanda e Irlanda do Norte

Uma das questões mais delicadas do Brexit sempre foi a das Irlandas:

  • Enquanto a República da Irlanda
    • um país independente
    • permanece na União Europeia, a
  • Irlanda do Norte
    • que faz parte do Reino Unido
    • deixa o bloco nesta sexta.
Irlanda e Irlanda do Norte
Irlanda e Irlanda do Norte

 

Taxas de Criminalidade em Dublin, Irlanda

  • Nível de Criminalidade 54.84 Moderado
  • Aumento de Criminalidade nos últimos 3 anos 68.40 Elevado
  • Preocupação sobre casa ser arrombada e objetos roubados 47.42 Moderado
  • Preocupação sobre ser assaltado 45.04 Moderado
  • Preocupação sobre carro ser roubado 37.13 Baixo
  • Preocupação sobre interior do carro ser roubado 47.47 Moderado
  • Preocupação sobre ser atacado 47.05 Moderado
  • Preocupação sobe ser insultado 48.72 Moderado
  • Preocupação sobre ser sujeito a um ataque físico devido à sua cor de pele, origem étnica ou religião 28.87 Baixo
  • Problema de pessoas consumirem ou traficarem drogas 71.07 Elevado
  • Problema de criminalidade em habitações como vandalismo e roubo 57.38 Moderado
  • Problema de crimes violentos como assaltos à mão armada 47.00 Moderado
  • Problema de corrupção e suborno 46.47 Moderado
  • Segurança em andar sozinho durante o dia em Dublin, Irlanda
  • Safety walking alone during daylight 69.57 Elevado
  • Segurança em andar sozinho durante a noite 43.94 Moderado
  • Contribuidores: 489
Última atualização: Fevereiro 2020 Estes dados são baseados em considerações dos visitantes deste website nos últimos 3 anos. Se o valor é 0, significa que é considerado muito baixo, e se o valor é 100, é considerado muito alto.

Taxas de Criminalidade em Belfast, Reino Unido

  • Nível de Criminalidade 44.76 Moderado
  • Aumento de Criminalidade nos últimos 3 anos 41.55 Moderado
  • Preocupação sobre casa ser arrombada e objetos roubados 37.48 Baixo
  • Preocupação sobre ser assaltado 28.03 Baixo
  • Preocupação sobre carro ser roubado 34.81 Baixo
  • Preocupação sobre interior do carro ser roubado 39.26 Baixo
  • Preocupação sobre ser atacado 37.62 Baixo
  • Preocupação sobe ser insultado 41.57 Moderado
  • Preocupação sobre ser sujeito a um ataque físico devido à sua cor de pele, origem étnica ou religião 40.70 Moderado
  • Problema de pessoas consumirem ou traficarem drogas 53.45 Moderado
  • Problema de criminalidade em habitações como vandalismo e roubo 49.16 Moderado
  • Problema de crimes violentos como assaltos à mão armada 36.93 Baixo
  • Problema de corrupção e suborno 30.52 Baixo
  • Segurança em andar sozinho durante o dia em Belfast, Reino Unido
  • Safety walking alone during daylight 80.41 Muito Elevado
  • Segurança em andar sozinho durante a noite 50.25 Moderado
  • Contribuidores: 92
Última atualização: Janeiro 2020 Estes dados são baseados em considerações dos visitantes deste website nos últimos 3 anos. Se o valor é 0, significa que é considerado muito baixo, e se o valor é 100, é considerado muito alto. É o que tudo Indica, Irlanda do Sul… a Irlanda do Norte vai querer fazer um MURO!

O acordo de paz de 1999, que pôs fim a três décadas de sangrentos conflitos entre os dois países, contempla a ausência de barreiras físicas entre os dois lados.

Desde aquele ano, pode-se cruzar a fronteira sem passar por nenhum controle físico. A venda de bens e serviços ocorre com poucas restrições, já que ambos os lados fazem parte do mercado comum europeu e da união aduaneira.

Mas, a partir desta sexta-feira, a fronteira entre as duas Irlandas passou a ser, na prática, a fronteira física entre a UE e o Reino Unido.

As negociações sobre como a questão irlandesa seria abordada no Brexit foram justamente o que emperrou os planos apresentados pela ex-premiê britânica Theresa May no Parlamento britânico, e o motivo pelo qual eles foram rejeitados.

O plano que Boris Johnson conseguiu acordar com a UE e aprovar no Parlamento prevê que não haverá novas checagens ou controles de mercadorias que cruzem a fronteira entre as duas Irlandas. Para isso, a Irlanda do Norte será uma exceção: continuará seguindo as regras da União Europeia em relação a produtos manufaturados e de agricultura, diferente do restante do Reino Unido.

Além disso, todo o restante do Reino Unido irá deixar a união aduaneira da UE, mas a Irlanda do Norte continuará aplicando o código alfandegário europeu em seus portos.

Com isso, produtos e processos terão novas checagens e processos não ao circular entre Irlanda do Norte e Irlanda, mas sim entre Irlanda do Norte e os outros países do Reino Unido:

  • Inglaterra,
  • País de Gales e
  • Escócia.
processos não ao circular entre Irlanda do Norte e Irlanda
processos não ao circular entre Irlanda do Norte e Irlanda

O que o Reino Unido e a União Europeia ainda precisam discutir são a natureza e a extensão dessas checagens e processos, uma operação que será conduzida por um comitê conjunto, liderado por um membro da Comissão Europeia e um ministro britânico.

Durante o período de transição, até dezembro de 2020, haverá ainda um comitê exclusivo para discutir questões relativas à Irlanda do Norte.

E existe também um compromisso de que, caso não se chegue a um acordo ao final da transição, a Irlanda do Norte não será afetada pelas mesmas tarifas e barreiras comerciais que poderão ser impostas ao restante do Reino Unido pela União Europeia.

Adiamentos

Inicialmente, o Brexit deveria ter acontecido em 29 de março de 2019, mas foi adiado por duas vezes, já que a ex-primeira-ministra Theresa May não conseguiu que o Parlamento britânico aprovasse o acordo de retirada que ela havia negociado com a União Europeia.

O desgaste causado pelas rejeições custou a ela o cargo, e May renunciou, sendo substituída por Johnson em junho do ano passado. Em sua primeira tentativa, o novo premiê também fracassou e não conseguiu aprovar um acordo.

Isso mudou, porém, depois que foi reconduzido ao cargo depois que seu partido, o Conservador, ganhou as eleições em dezembro. Já com a maioria parlamentar garantida, ele conseguiu aprovar com facilidade seu plano no início deste ano e dar prosseguimento ao Brexit, cumprindo a data de 31 de janeiro.