Pretérito mais de um mês da entrega de documento com diagnóstico
completo dos problemas da Avenida dos Estados, correspondente
ao território de Santo André, o governo estadual, por meio da
Morada Social, afirma ainda examinar o pedido de aporte financeiro
na ordem de R$ 79,2 milhões feito pelo prefeito Paulo Serra
(PSDB) para execução de obras para melhoria do eixo que liga o
Grande ABC à Capital.

O retorno do pedido, inicialmente previsto para ocorrer dentro
do prazo de sete dias após a entrega do diagnóstico, segundo o
Estado, não foi possível pois o documento ainda passa por
“análise na área técnica para verificação de viabilidade
técnico-jurídica-financeira”.

O tardança, que ligou o sinal de alerta dentro da administração
municipal, já faz com que a Prefeitura articule novo encontro
com representantes do governo estadual. “Não nesta semana, mas
na próxima iremos retomar o diálogo sobre o matéria com o
Estado para verificar possíveis avanços”, explica o prefeito
Paulo Serra.

Segundo o patrão do Executivo, embora a Morada Social ainda análise
o documento por completo, algumas das reivindicações feitas
pela Prefeitura têm sido atendidas de maneira parcial. “Já
tivemos retorno positivo, e o Daee (Departamento de Águas e
Pujança Elétrica) iniciou as obras de área que cedeu próxima à
UFABC (Universidade Federalista do ABC)”, explica.

O tucano ainda cita que no término do mês pretérito, a Prefeitura
recebeu sinalização para possível aporte financeiro, na ordem
de R$ 16 milhões, da Agência de Desenvolvimento Paulista, a
Desenvolve SP. O recurso deve ser talhado para obras de
recapeamento do pavimento em áreas do eixo viário com trincas e
para o renivelamento do asfalto.

Considerado uma das bandeiras da atual gestão, a recuperação da
estrutura da Avenida dos Estados tem mobilizado a administração
andreense a buscar recursos em diversas esferas.

Após reuniões em Brasília com representantes do governo
federalista, a Prefeitura de Santo André recebeu uma aprovação
inicial para que o município inclua projeto de obras do eixo
viário no Programa Pró-Cidades. A teoria é a de que a
solicitação solene para obter recursos no valor de R$ 100
milhões para as intervenções seja feita neste mês, caso a União
oficialize a fenda do edital. A negociação teve o suporte do
deputado federalista Alex Manente (PPS).

ESTUDO

Elaborado pela Prefeitura de Santo André, por meio do Semasa
(Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) e
técnicos do Crea-SP (Recomendação Regional de Engenharia,
Arquitetura e Agronomia de São Paulo), o relatório de 30
páginas entregue ao Estado em maio pelo prefeito Paulo Serra
apresenta projeto de obras dividido em três eixos: contenção,
pontes e asfalto.

Entre os tópicos, a Prefeitura prevê premência de R$ 19,4
milhões para término de obras de contenção na margem do Rio
Tamanduateí. O governo cita ainda no documento “intervenções
emergenciais” para recuperação da estrutura.

Atualmente, com série de problemas em toda sua extensão, a
Avenida dos Estados recebe duas intervenções executadas pelo
governo estadual. Entre elas, a recuperação das estruturas de
canalização nos municípios de São Caetano e de São Paulo, no
valor de R$ 8,1 milhões.

No mês pretérito, o Daee iniciou os serviços emergenciais para
contenção de trecho de 98 metros da margem esquerda do Rio
Tamanduateí, nos municípios de Santo André e de São Paulo. O
investimento totalidade será de R$ 1 milhão, com previsão de término
em dezembro.  

Repasse de verba para obras na Av.dos Estados ainda é incerto
Avalie esta notícia