Rogério Ceni celebra desempenho da equipe e já pensa no Corinthians

0
93

Instagram/Reprodução

Rogério Ceni gostou do que viu contra o River Plate, nesta
quinta-feira, nos Estados Unidos, pela Florida Cup. O treinador
aprovou o desempenho do São Paulo em sua primeira partida nesta
temporada e destacou o empenho dos pupilos.

“Fiquei muito feliz com o que eles tinham apresentado. Mesmo
que nos últimos 15 minutos eles (River) foram superiores,
quando estávamos com jogadores que chegaram depois e estavam
abaixo fisicamente. Com apenas 15 sessões de treinamento com
bola, conseguimos atacar uma equipe experiente, argentina. Mas
é apenas um jogo”, destacou o treinador.

No entanto, o ex-goleiro já se mostrou preocupado com o
clássico contra o Corinthians, no sábado, pela final do
torneio, e até com o fato de ter um dia a menos para treinar –
afinal, o arquirrival disputou a semifinal contra o Vasco na
quarta-feira, enquanto o Tricolor jogou com o River na quinta.

“Esse período mais curto, de só 48 horas para descansar contra
72 horas do Corinthians, pode fazer falta”, reclamou o
treinador.

Confira abaixo os principais tópicos da entrevista de Ceni após
a vitória nos pênaltis sobre o River Plate, pela semifinal da
Florida Cup, nos Estados Unidos. 

Corinthians

“São Paulo contra Corinthians é sempre um jogo que reverbera,
sempre, mesmo em pré-temporada, em torneio que não muda a vida
de ninguém, tem a rivalidade natural. A gente espera um jogo
limpo e disputado, como foi do Corinthians contra o Vasco.”

Bom comportamento

“Em 16 dias de pré-temporada, não tive um problema disciplinar.
Fico feliz de ver o Breno jogando depois de tanto tempo,
Araruna estrear, Shaylon batendo pênalti, Foguete jogando 35
minutos numa lateral direita.”

Dedicação

“É apenas um jogo, apenas o começo. A vontade deles de
contragolpear, contra pressão… Isso está na alma dos jogadores.
Tenho certeza de que os que jogaram fizeram seu melhor, se
doaram ao máximo.”

Neilton

“Fico muito feliz com o que foi aproveitado. Só no final o
Neilton ficou com algumas dúvidas,
se contragolpeava ou defendia.”

Sidão

“Acho que o Sidão foi muito importante. Poderia ter sido o
Denis. É uma vitória pessoal dele com ele mesmo, aos 34 anos,
jogar em um time como o São Paulo, defender dois pênaltis e
ajudar a equipe. Mas a estrela do jogo foi o time, como criou
oportunidades.”

Jogo limpo

“Não achei um jogo nervoso, um jogo violento. Era um gramado
muito bom, molhado, que deu velocidade ao jogo.”

Vai poupar contra o Corinthians?

“Contra o Corinthians, vamos ver como está todo mundo, o
retorno e a recuperação de todos. Tenho o Douglas (zagueiro),
que não jogou contra o River e pretendo utilizá-lo. Em tese
quero colocar o máximo de jogadores como contra o River”.

Rogério Ceni celebra desempenho da equipe e já pensa no Corinthians
Avalie esta notícia