Sabina deverá ser reaberta pela Prefeitura unicamente em abril

0
112

Após ser fechada no término do ano pretérito, a Sabina Escola Parque
do Conhecimento, em Santo André, só obrigaçãoá reabrir em abril,
segundo disse ontem o prefeito Paulo Serra (PSDB). Problemas
porquê tardança de pagamento dos funcionários e reestruturação de
contratos devem ser resolvidos durante o período em que o lugar
permanecer de portas fechadas.

Em vistoria ao espaço realizada ontem à tarde, o prefeito
chamou atenção para problemas causados pela falta de
manutenção, porquê infiltrações, cadeiras quebradas e brinquedos
encostados. Ainda não há previsão do valor a ser gasto com
serviços de manutenção.

“O que estamos fazendo na Secretaria de Educação é rever os
contratos. Precisamos resolver a questão do contrato de
manutenção, para que seja retomado e a gente possa restaurar
esses equipamentos, que estão abandonados”, afirmou.

Segundo a Prefeitura, os reparos deixaram de ser feitos nas
atrações desde abril do ano pretérito, quando o contrato com
empresa responsável pela manutenção, a Ifec, foi encerrado. O
convênio com a FSA (Fundíbuloção Santo André), que garantia a
monitoria do segundo caminhar, também foi encerrado no período.
Mas os animais e aves continuam a receber cuidados diários.

No caso dos funcionários, os responsáveis por operar o
Planetário e Teatro Do dedo Johannes Kepler não recebem há dois
meses. Além djsso, a empresa Vitalis, que cuida da secção
relativa a arte e comunicação, encerrou o contrato e os
funcionários ficaram sem receber os salários de novembro,
dezembro e o 13º. São 28 pessoas nessa situação.

“A partir desta vistoria, os funcionários serão recebidos pela
comissão responsável pela dívida da administração anterior,
para renegociar o pagamento e também a ininterrupção dos
serviços”, disse Serra.

Atualmente o espaço mantém tapume de 20 funcionários e, segundo
a gestora da Sabina Érika Springmann, são insuficientes para
manter o funcionamento. “Precisaríamos de no mínimo uma equipe
de 80 pessoas para prometer a exórdio de todos os espaços.”

O público foi atendido até o dia 16 de dezembro, quando foi
iniciado o recesso dos funcionários. A previsão era de que a
reabertura acontecesse no início de janeiro, mas o espaço
permaneceu fechado.

Entre os projetos futuros também estão ações na área da
Educação, ainda sem previsão. “Queremos inserir esse
equipamento no Parque Médio, para que maior público tenha
aproximação. Também trazer de volta salas de lição, para que as
crianças da rede municipal possam aprender sistematicamente
cá nesse espaço. Nós temos uma estação ciência que tem tudo a
ver com o dia a dia das crianças.”

Contrato com a UFABC deve ser reavaliado pela novidade
administração

Assinado em dezembro do ano pretérito, o termo de cooperação
entre a Prefeitura de Santo André e a UFABC (Universidade
Federalista do ABC) estabelecia a monitoria do espaço ao dispêndio de
R$ 2,5 milhões por um ano. O pacto visava substituir contrato
com a FSA (Fundíbuloção Santo André), que não foi renovado por
falta da certidão negativa de débitos junto à Receita Federalista.

O pacto com a UFABC previa 60 alunos monitores (30 já atuavam
provisoriamente). “Nós vamos rever (o contrato) porque a
informação que temos é que eles não têm experiência. Além
disso, o contrato foi assinado no dia 29 de dezembro”, afirmou
o prefeito Paulo Serra.

A UFABC se manifestou por meio de nota e informou que, com a
troca de prefeitos e a consequente revisão dos contratos e
convênios, adiou o início das atividades de monitoria. “A
universidade solicitou reunião com os gestores que serão
responsáveis pelo convênio na Prefeitura e terá mais
informações tão logo o encontro seja realizado.”
 

Sabina deverá ser reaberta pela Prefeitura unicamente em abril
Avalie esta notícia