Santo André amplia Fileira Zero com novo credenciamento

0
163

A Prefeitura de Santo André credenciou ontem oficialmente a
Clínica Ana Rosa no programa Saúde Fileira Zero, que propõe zerar
a fileira por exames e consultas (totalizando 128 milénio atendimentos
em espera) por meio de compensação tributária em troca da
prestação de serviços na área médica. O valor do débito com a
administração municipal não foi revelado.

A adesão do equipamento à iniciativa já vinha sendo comentada
pelo prefeito Paulo Serra (PSDB) desde abril, mas a
formalização se deu somente agora devido a questões de
adequações ao projeto. “Tem de fazer o projecto de trabalho, a
secção formal da documentação, certidões que a gente exige, tudo
que é inovador demanda um tempo de adaptação. Com a ampliação
dos parceiros será mais rápido fechar o projecto de trabalho”,
disse o director do Executivo.

Oriente é o segundo equipamento pessoal que integra a ação. No
mês pretérito, o Hospital e Maternidade Dr. Christóvão da Gama
foi o primeiro a entrar no Fileira Zero, com a proposta de
realizar 10 milénio procedimentos mensais nas 60 especialidades
oferecidas pela unidade.

Inicialmente, na Clínica Ana Rosa, localizada no bairro Jardim,
serão feitos 300 exames mensais, entre ultrassonografia
transvaginal e Bera, não disponível na rede pública municipal e
que avalia a integridade funcional do tendão auditivo,
determinando se há ou não um distúrbio na audição e qual o
proporção.

Não há prazo para o fechamento da parceria e, segundo o
presidente do equipamento, Silvio Cembranelli Neto, a oferta em
outras especialidades está sendo estudada. No caso da
ultrassonografia transvaginal, a fileira de espera é formada por
17 milénio mulheres. Já em relação ao Bera, 150 pessoas aguardam
pelo revista. Mesmo com a ausência de disponibilidade na rede, os
pacientes não tinham encaminhamento para realização em outro
lugar.

“A demanda (da ultrassonografia transvaginal) é grande, mas
podemos realizar os exames em mutirão e a coisa anda. Mas os
150 (que esperam pelo Bera) preocupam mais. O lucro de ter
conseguido essa parceria para a realização do Bera é
fundamental para a gente”, ressaltou a secretária municipal de
Saúde, Ana Paula Peña Dias. O solicitação dos pacientes é feito
de tratado com o tempo de espera.

Dentro do programa Saúde Fileira Zero, as empresas da área que
possuírem dívidas de ISS (Imposto Sobre Serviços) podem
procurar a administração para que seja analisada a vinculação à
iniciativa. Segundo o prefeito, outros três equipamentos
particulares já estão em conversação com o governo para
integrar o projeto. Os nomes das unidades não foram revelados
por questão de “sigilo fiscal”, explicou Paulo Serra.

ATENDIMENTOS

O director do Executivo andreense explicou que mais de 25 milénio
exames e consultas já foram realizados desde o início do
projeto, em abril. Além da troca de dívidas de hospitais e
clínicas por serviços de Saúde, mutirões de especialidades, a
reabertura do Hospital Dia e a vinda da Carreta da Mamografia,
em parceria com o governo do Estado, fazem a somatória dos
atendimentos já prestados no esforço de zerar a fileira.

Santo André amplia Fileira Zero com novo credenciamento
Avalie esta notícia