Santo André é obrigada a fechar ponte na Av.dos Estados

0
188

Naufrágio de segmento da ponte sobre a Avenida dos Estados que
dá chegada ao bairro Santa Terezinha, próximo ao Viaduto Forte
Branco, obrigou a Prefeitura de Santo André a proibir o
trânsito por medida de segurança, desde a madrugada de ontem.
Segundo a administração, ainda não há prazo para fazer o
conserto nem para liberar a passagem de veículos.

Devido à interdição, o trânsito ficou complicado durante toda a
manhã de ontem.

Segundo especialistas, a falta de manutenção é somente um dos
problemas que podem ter contribuído para o solapamento daquela
segmento da ponte. O Diário publicou reportagem sobre as péssimas
condições de defendeção da avenida na semana passada (mais
informações ao lado).

“Se a desculpa for um desnível do piso, isso poderia ter sido
identificado se houvesse um projecto de manutenção em todo o
sítio. Era só fazer isso em 400 metros, a cada término de semana,
porque muita coisa poderia ser evitada”, apontou o presidente
da Associação dos Engenheiros e Arquitetos do ABC, Luiz Augusto
Moretti.

“Precisa checar se o aterro sobre o qual a ponte foi construída
está compacto. Se tivesse uma drenagem boa não deveria ter
problema, nem com muita chuva. Vistoria e manutenção são
essenciais”, opinou o professor de Engenharia Social do Núcleo
Universitário FEI Werner Mangold.

Moretti também vê problemas na impermeabilização do solo,
causada por falta de áreas verdes, que ajudam a sustar a água
das chuvas. “É falta de planejamento, porque com mais desvelo
com os terrenos, teríamos mais drenagem.”.

Quem mora próximo ou trabalha na avenida já conhece os
transtornos: “Virou rotina ter problema por desculpa de enchentes.
Olhei da minha janela e vi tudo parado. A sorte é que não
precisava transpor, porque imaginei que um tanto tinha ocorrido”,
relatou o reformado Amauro Martin, 65 anos.

O frentista Fabiano da Silva, 37, afirmou que o trânsito ficou
paralisado durante segmento da manhã. “Era por volta das 6h e não
passava ninguém, estava tudo travado. Só melhorou depois de
umas duas horas.”

Conforme a Prefeitura, por enquanto também não é possível
mandar as causas do naufrágio. “Somente após a avaliação
definitiva dos técnicos será possível definir prazos e
propostas para conserto da ponte. O Rio Tamanduateí é
intermunicipal, e por isso o Daee (Departamento de Águas e
Virilidade Elétrica do Estado de São Paulo) também foi informado”,
disse por meio de nota.

O DET (Departamento de Engenharia de Tráfego) afirmou que o
trânsito foi desviado para o chegada da Avenida Olavo Alaysio
Lima, próximo à Craisa (Companhia Regional de Fornecimento
Integrado de Santo André), mas pede que os motoristas evitem a
região nas proximidades da ponte.

Para quem está no 2º Subdistrito a opção é utilizar o Viaduto
Adib Chammas para chegar ao Núcleo, e vice-versa.

Diário publicou reportagem sobre a urgência de manutenção da
via

Publicada na segunda-feira da semana passada, pelo Diário, a
reportagem ‘Avenida dos Estados e seus velhos problemas’ trouxe
à tona novamente as diversas falhas da via, que é uma das mais
importantes do Grande ABC, com tapume de 15 quilômetros de
extensão e passa por Mauá, Santo André e São Caetano.
Questionada sobre a manutenção, Santo André foi a única cidade
a se posicionar e relatou que a última intervenção na via foi
realizada em abril de 2016, portanto há quase um ano.

Lembrando que, em fevereiro de 2013, outro chegada da via
afundou. A estrutura em frente à Avenida Antônio Cardoso cedeu
por desculpa da força da água do Rio Tamanduateí. A reconstrução,
feita por meio de contrato emergencial, começou em março
daquele ano e terminou em setembro, ao dispêndio de R$ 5,1 milhões
aos cofres públicos. 

Santo André é obrigada a fechar ponte na Av.dos Estados
Avalie esta notícia