Santo André fica no empate

0
70

O retorno do Santo André à escol do Campeonato Paulista começou
com sarau da torcida na chegada dos jogadores e terminou com um
empate. Na manhã de ontem, sob os olhares de 2.850 pessoas, o
Ramalhão buscou a paridade por 1 a 1 com o Ituano, após transpor
atrás no placar. O gol de Deivid, aos 38 minutos da segunda
lanço, garantiu o primeiro ponto, apresentou time que tem
qualidades e, ao mesmo tempo, muito a evoluir.

O técnico Toninho Cecílio levou a campo formação sem surpresas.
Pela frente, enfrentou um Ituano muito organizado, entrosado e
qualificado. Assim, o primeiro tempo foi de muito
congestionamento na filete medial de campo.

Foram raras as chances de gol. Pelo lado andreense, uma
cabeçada de Edmílson, outra de Henan e um chuto de Dudu. A
resposta veio com uma cobrança de falta de Moreto, que desviou
e acertou a trave.

Na segunda lanço, porém, as equipes passaram a se expor mais.
Logo aos cinco minutos, Edmílson finalizou por cima. Na
sequência, entretanto, o Ituano foi mortal: após globo alçada,
Guilherme espanou, enganou a zaga e a globo sobrou para Ronaldo
– ex-integrante da torcida uniformizada do Ramalhão e morador
do Parque Capuava – arrematar: 1 a 0.

O Santo André sentiu o golpe e foi necessário tomar mais um
susto para convencionar: aos 19, Guilherme obrigou Zé Carlos a
grande resguardo. Assim, Toninho Cecílio decidiu mudar o time.
Hélton Luiz substituiu o contrariado Fernando Neto mas, pouco
depois, o meia lesionou o ombro esquerdo e precisou ser
trocado. Claudinho foi a campo e, junto dele, Deivid. E a dupla
mudou a partida. Com movimentação, envolveu a zaga do Ituano,
abriu espaços e foi coroada. Aos 38, Cicinho cruzou na medida
para Deivid toscanejar para o gol. 

E o desfecho poderia ter sido ainda melhor se, aos 49,
Claudinho não tivesse só a última chance andreense. 

Santo André fica no empate
Avalie esta notícia