Santo André ganhará mais três atacarejos

223

Na contramão da crise que acarretou no fechamento de nove
unidades da Seta Atacadista no Grande ABC, no início deste ano,
algumas bandeiras que também atuam no segmento de atacarejo
(promiscuidade de atacado com varejo) anunciaram o interesse e até o
início das operações em Santo André.

É o caso do Atacadão, do grupo Carrefour, que vai furar unidade
na Avenida dos Estados, na Vila Metalúrgica, no dia 14 – a
marca já possui uma loja na cidade, no bairro Lar Branca, além
de outras duas em Mauá e São Bernardo.

O Roldão Atacadista também irá iniciar suas operações até o
início de dezembro na Avenida André Ramalho, no Parque João
Ramalho (antiga estrutura do Seta Atacadista). A rede já está
presente na cidade, no bairro Homero Thon. Na semana passada, a
rede inaugurou unidade em São Bernardo.

O Assaí Atacadista, pertencente ao Grupo Pão de Açúcar, também
tem chances de furar as portas no Jardim Santo André, no ano
que vem. O atacarejo tem, ao todo, oito lojas no Grande ABC –
três em Santo André (a mais recente foi convertida de Extra
para Assaí, em junho), uma em São Bernardo, uma em São Caetano,
uma em Diadema (também convertida em julho) e outra em Ribeirão
Pires.

Recentemente, o Spani Atacadista iniciou operações de duas
lojas na região, uma em Diadema e outra em Mauá, onde furará
outra unidade até o término do ano e irá gerar 200 vagas. Conforme
divulgado pelo Diário, os interessados devem enviar seus dados
para currí[email protected]

A crise econômica é a responsável pela lisura dos atacarejos,
que lançam mão dos conceitos de self-service (autosserviço) e
cash & carry (pague e ligeiro). Neste ano serão, ao todo,
oito. E três são esperados para 2018. Para poupar, o
cliente procura por preço acessível e não se importa de, para
isso, fazer as compras em envolvente menos sofisticado, com menor
variedade de marcas e sem sacolas plásticas.

De pacto com o secretário de Desenvolvimento Econômico e
Geração de Ofício de Santo André, Ailton Lima, cada unidade
terá investimento em torno de R$ 25 milhões. Ainda segundo ele,
o Atacadão vai gerar murado de 400 postos de trabalho, enquanto
que o Roldão vai operar com 200 pessoas. “O Roldão também está
estudando a possibilidade de lisura de mais duas unidades na
cidade no ano que vem, enquanto que o Assaí apresentou
interesse em furar loja no Jardim Santo André”, explicou Lima.

O secretário credita o interesse das bandeiras na expansão das
lojas à estrutura da cidade. “Temos 12 faculdades, uma
óptimo universidade federalista, estações de trem, proximidade
com o Rodoanel e, o mais importante, mão de obra qualificada”.
Lima também reiterou a importância da aproximação do poder
público com investidores e empresários que desejam se instalar
por cá.

Questionadas, nem todas as redes se posicionaram. O Atacadão
confirmou a inauguração, mas não disponibilizou mais dados. O
Assaí, por sua vez, disse não ter informação solene a reverência
de futuros projetos. E, até o fechamento desta edição, o Roldão
não havia respondido aos questionamentos do Diário.
 

Santo André ganhará mais três atacarejos
Avalie esta notícia