Santo André lança projeto social de futebol bilíngue

Santo André lança projeto social de futebol bilíngue: A Prefeitura de Santo André, por meio da Secretaria de Esporte e Prática Esportiva, sempre focada em trazer mais saúde, educação e lazer, iniciou nesta gestão uma parceria de sucesso para os jovens.

Santo André lança projeto social de futebol bilíngue

Nesta sexta-feira (1º/12), o prefeito Paulo Serra, junto aos representantes do Instituto Brasil, da Higher Bridge e da iniciativa privada, através da Coop e SEM, com o uso das leis de incentivo, realizaram cerimônia do lançamento oficial do projeto Meninos de Ouro no Salão de Eventos Roberto Burle Marx.A administração fornece campos municipais e estrutura para desenvolver um projeto inovador e pioneiro no país: o futebol bilíngue.

A ação visa aumentar as habilidades de jovens de 7 a 17 anos de Santo André, dentro e fora de campo. No futebol, cada garoto é instruído tecnicamente para melhorar sua performance, sempre orientados pelos técnicos e professores através da língua inglesa, assim aprendendo também um novo idioma.

Cerca de 170 meninos já estão inseridos no projeto. “Agradeço a todos os parceiros que tiraram este projeto do papel. A EMS, reconhecida mundialmente no setor farmacêutico, a Coop, modelo de cooperativa de consumo, o Instituto Brasil e a Higher Bridge que colocaram o projeto em ação. Todos nos enchem de orgulho e representam a retomada da credibilidade do poder público. Este tipo de parceria é a melhor forma de melhorar a vida das pessoas. Este projeto é inovador, traz a educação em sua essência reunindo um idioma somado a prática esportiva. Vamos trabalhar para reconquistar o orgulho esportivo para a cidade”, comentou o prefeito.

“Agradeço a todos os parceiros que tiraram este projeto do papel. A EMS, reconhecida mundialmente no setor farmacêutico, a Coop, modelo de cooperativa de consumo, o Instituto Brasil e a Higher Bridge que colocaram o projeto em ação. Todos nos enchem de orgulho e representam a retomada da credibilidade do poder público. Este tipo de parceria é a melhor forma de melhorar a vida das pessoas. Este projeto é inovador, traz a educação em sua essência reunindo um idioma somado a prática esportiva. Vamos trabalhar para reconquistar o orgulho esportivo para a cidade”,

Logo que apresentou a ideia para a cidade, a Secretaria de Esporte e Prática Esportiva se movimentou para buscar parceiros para custear o projeto, além de fornecer os campos e outros detalhes estruturais como acompanhamento médico. As atividades são desenvolvidas em três campos: Vasco da Gama (segundas e quartas-feiras, das 14h30 às 16h), Ouro Verde (terças e quintas-feiras, das 9h às 10h30 e das 14h30 às 16h) e ainda o alto rendimento no campo do Nacional, às sextas-feiras, das 14h às 15h30. A inscrição para os futuros craques é gratuita e feita diretamente nos campos. O uniforme e material também são cedidos sem custos.

“Trabalhamos há alguns anos com este método bilíngüe sempre querendo inovar através do futebol. Pensamos em deixar um legado além da modalidade e sabemos que falar mais de uma língua hoje é primordial. É um legado que não ficará para trás, porque é conhecimento. Os atletas vivenciam o dia a dia de qualquer cidadão, passando por entrevistas de emprego, idas a hotéis, restaurantes, negociando contratos, e por isso outro idioma é importante. Resolvemos unir o útil ao agradável e desenvolver este projeto”

“Trabalhamos há alguns anos com este método bilíngüe sempre querendo inovar através do futebol. Pensamos em deixar um legado além da modalidade e sabemos que falar mais de uma língua hoje é primordial. É um legado que não ficará para trás, porque é conhecimento. Os atletas vivenciam o dia a dia de qualquer cidadão, passando por entrevistas de emprego, idas a hotéis, restaurantes, negociando contratos, e por isso outro idioma é importante. Resolvemos unir o útil ao agradável e desenvolver este projeto”, contou Eleazar Santiago, diretor geral da Higher Bridge, que realiza o programa.

Além do esporte, os meninos recebem uma apostila em inglês que serve de base para as atividades em campo. Vale lembrar ainda que o jovem recebe atendimento semestral de oftalmologista, dentista e clínico geral, sempre fornecido pela Prefeitura.A Prefeitura de Santo André projeta aumentar o alcance para o próximo ano e colocar o programa em mais campos da cidade. “Esta parceria é gigante e está abrindo portas para outras empresas entrarem em contato para realizar outros projetos. Estamos sendo pioneiros, trazendo inovação. Somos um celeiro de talentos e quem sabe estes meninos não joguem um dia no Santo André.

O mais importante são os homens formados aqui neste projeto”, disse Marcelo Chehade, secretário de Esporte e Prática Esportiva. A Higher Bridge utiliza o mesmo programa em clubes como São Paulo e escolares particulares.


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies