Santo André lidera criação de empregos no ABC nos últimos 12 meses

Crédito: Alex Cavanha/PSA
Os diversos programas que fomentam a criação de empregos e renda para a população andreense mostram frutos a cada dia. Segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho e Emprego, Santo André foi a cidade do ABC que mais gerou empregos nos últimos 12 meses, entre março de 2017 e o mesmo mês deste ano. Quando se contabilizam as contratações e demissões neste período, a cidade registrou saldo positivo de 2.393 oportunidades de emprego. As principais vagas estão no setor de indústria de transformação, serviços e construção civil.Desde o início da gestão, a retomada da geração de empregos e melhores condições às famílias é uma das prioridades da atual administração. “Sempre bati na tecla que a melhor forma de cuidarmos do lado social é investir nos empregos e renda. Estamos sempre prontos a dar as melhores ferramentas, seja para quem procura por postos de trabalho ou para quem quer iniciar uma empresa e assim gerar novas vagas”, destacou o prefeito Paulo Serra. Os dados referentes somente a 2018 também são positivos e confirmam o bom momento do município. No primeiro trimestre deste ano, o saldo chegou a 179 empregos formais, levando em conta todos os setores da economia.As iniciativas do prefeito na atração de empregos para a cidade também renderam o prêmio de melhor programa de estágio e primeiro emprego do Brasil. “Ser o melhor do Brasil em políticas públicas, por si só já é muito gratificante, mas prêmio mesmo é saber que estamos trazendo emprego e renda para o trabalhador da nossa cidade”, relatou o prefeito Paulo Serra.Em menos de um ano e meio, a Prefeitura de Santo André, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Geração de Emprego, já lançou diversos programas. Primeiramente, o Via Rápida Empresa, que chegou para combater a burocracia e reduzir, de cerca de seis meses para apenas um dia, o tempo para se abrir um empreendimento na cidade. Pouco depois, a administração reabriu o CPTER (Centro Público de Trabalho, Emprego e Renda), o banco de currículos da cidade, e lançou a Sala do Empreendedor Andreense para orientar, atender e incentivar a regularização dos novos empreendedores do município.Já em 2018, o Banco do Povo Paulista também foi reaberto, para facilitar empréstimos aos micros e pequenos empresários, que por sua vez também geram empregos. Entre as ações voltadas ao empreendedorismo também estão o lançamento do programa JEPP (Jovens Empreendedores Primeiros Passos) e outras parcerias com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), que construirá sua nova sede regional em Santo André.“A atual gestão tem realizado diversas ações visando fomentar a cultura empreendedora e criar um ambiente de negócios favorável. Desde o ano passado, Santo André ocupa uma posição de destaque na criação de oportunidades na região e busca ainda mais crescimento. Podemos citar a visita de diversos empresários interessados em se instalar na cidade, o que nos próximos meses certamente impactará de maneira positiva na geração de empregos”, definiu o secretário de Desenvolvimento e Geração de Emprego, Ajan Marques de Oliveira.Entre os estabelecimentos que já iniciaram suas atividades na cidade ou anunciaram expansão estão a redes alimentícias Madero, Ragazzo, Cocobambu, e atacadistas como Roldão e Assaí, além de MercadoCar, entre outros.    

Aguardando palavras...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais