Santo André prevê prazo de até oito meses para reconstruir ponte

0
218

Projeção feita pelo superintendente do Semasa (Serviço
Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), Ajan
Marques, sugere prazo de até oito meses para conclusão das
obras de reconstrução da ponte que dá entrada à Avenida Antônio
Cardoso, que cedeu na sexta-feira após potente chuva. “Esta obra,
para ser rápida, entre contratação e tudo (mais), vai de seis a
oito meses, embora já estejamos autorizados a fazer tudo
emergencialmente, o que reduz nascente prazo.”

A previsão leva em consideração todo tempo necessário para que
o Paço finalize as etapas que antecedem as obras. “Para
contratar esta ponte é preciso ter pré-projeto, uma
quantificação, uma valoração da verba. Tem todos estes
requisitos, mesmo sendo emergencial”, explica Marques.

Segundo o prefeito Paulo Serra (PSDB), o governo deve iniciar
hoje as primeiras intervenções no lugar. “Vamos usar o contrato
de manutenção que o Paço já possui para deixar tudo prestes.
Faltará somente a implementação do tabuleiro que a gente labareda,
que, no caso, seria ponte”. A expectativa é a de que o contrato
emergencial para colocação da estrutura seja assinado nesta
semana.

Embora a reconstrução, em um primeiro momento, seja feita com
recursos do próprio município, o patrão do Executivo declarou já
ter iniciado diálogo com o Estado para possível ajuda
financeira no projeto. Paralelo a isso, a Prefeitura promete
finalizar no prazo de até 60 dias avaliação estrutural de todas
as pontes localizadas na extensão da Avenida dos Estados. A
vistoria técnica que contempla nove passagens tem uma vez que objetivo
prevenir quaisquer novos incidentes com os acessos que fazem a
ligação do Núcleo da cidade com a região do 2º Subdistrito. Em
menos de três meses, duas estruturas responsáveis por esta
travessia do Rio Tamanduateí cederam após potente chuva.

“Estamos analisando todos os sinais de risco (das estruturas).
Isso inclui a medição da resistência, verificar a quantidade de
trincas. Desta vez, (será uma vistoria) mais criteriosa ainda
porque vai ter de indicar eventuais soluções para a gente
percorrer atrás de verba”, explica Ajan Marques.

NOVO ACESSO
Ontem, no termo da tarde, o prefeito Paulo Serra inaugurou entrada
construído pela administração no canteiro meão, próximo à
ponte que dá entrada à Avenida Antônio Cardoso, exclusivamente
para passagem de trólebus e ônibus. A via possibilitará que
muro de 250 coletivos, incluindo transporte municipal,
intermunicipal e veículos da Metra, deixem de realizar ramal
pela área meão da cidade.

“(O novo entrada) Vai diminuir de maneira significativa o
congestionamento registrado hoje (ontem), pois são mais de 200
veículos por dia fazendo retorno no Núcleo para depois cruzar a
Avenida dos Estados depois de a ponte ceder. Agora, eles não
vão mais para o Núcleo. Isso certamente completará com nascente
congestionamento atípico”, relata. 

Santo André prevê prazo de até oito meses para reconstruir ponte
Avalie esta notícia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here