Santo André prorroga vacinação contra gripe e amplia público-alvo

0
148

Crédito: Alex Cavanha/PSA

Considerando a quantidade de vacinas disponíveis, a campanha de
vacinação contra gripe em Santo André foi prorrogada até o dia
7 de julho, incluindo os seguintes públicos: pessoas entre 50 e
54 anos, motoristas, cobradores, trabalhadores de transporte
rodoviário (que responsabilidadeão apresentar crachá ou holerite) e
motoristas de táxi (que devem apresentar crachá). Para se
vacinar, basta comparecer a uma das unidades de saúde do
município, que realizam atendimento de segunda a sexta-feira,
das 8h às 17h.

Ao procurar uma unidade de saúde, é importante levar a carteira
de vacinação para o registro. No caso dos pacientes com doenças
crônicas, é indispensável levar a prescrição médica
especificando o motivo da indicação da vacina, que responsabilidadeá ser
apresentada no ato da vacinação. Pacientes que fazem secção de
programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de
Saúde (SUS) devem ir aos postos onde já estão cadastrados para
receberem a vacina.

Caso o lugar onde regularmente são atendidos não tenha um posto
de vacinação, devem buscar a prescrição médica na próxima
consulta que estiver agendada, visando prometer esse documento
com antecedência, para evitar filas na hora da vacinação.
Pacientes que são atendidos na rede privada ou conveniada
também devem buscar a prescrição médica com antecedência, junto
ao seu médico assistente, devendo apresentá-la na unidade
durante a realização da campanha.

Até o momento, o município aplicou 159.542 doses ao todo, sendo
que além dos idosos, boa secção do grupo das puérperas também já
foi atendido (84%). Murado de 77% dos trabalhadores da área da
saúde e 61% das crianças de 6 meses a 2 anos também já foram
imunizadas.

Neste ano, o município de Santo André já notificou 39 casos de
Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRGA), sendo 5 casos de SRGA
por Influenza A/H3 sazonal, 27 casos de SRAG não especificada e
5 casos estão em crédulo sendo investigados. Foram confirmados 5
casos de Influenza A/H3 sazonal e 3 deles evoluíram para tratamento.
Neste ano, houve também um óbito confirmado de Influenza A/H3
sazonal. A vítima era uma mulher de 80 anos, moradora da Vila
Luzita, que tinha pneumopatia crônica, doença hepática crônica,
diabete melito e doença cardiovascular crônica.

Santo André prorroga vacinação contra gripe e amplia público-alvo
Avalie esta notícia

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here