Santo André revitaliza biblioteca no Cata Preta

Crédito: Ricardo Trida/PSA
A Prefeitura de Santo André, por meio da Secretaria da Cultura, entregou neste sábado (28) importantes pontos de aprendizado e acesso à cultura para a população andreense. A administração inaugurou a revitalização da Biblioteca Viva Cata Preta, que ganhou nova pintura e mobiliário, além de novos títulos, em uma ação realizada em parceria com os frequentadores do local cultural, que fica dentro do CESA (Centro Educacional de Santo André) Cata Preta.Além de estimular a leitura, o espaço agora recebe crianças para brincar, mesas infantis, computadores no telecentro, diversos tipos de jogos, atividades teatrais, exposições, palestras e muita interação entre crianças, jovens e adultos. Um novo mural de giz ainda pode servir como complemento para a sala de aula, além dos novos móveis que trazem mais conforto.”Iniciamos o mês de aniversário da cidade com a educação, passando por saúde e outras áreas, e estamos finalizando as entregas deste período com a cultura, um excelente sinal para a gestão pública da cidade. Estes equipamentos nos enchem de orgulho e queremos que a cada dia a população utilize ainda mais estes novos espaços. A manutenção se faz com a comunidade presente, ajudando e usufruindo”, salientou o prefeito Paulo Serra.Perto deste equipamento, também foi inaugurada a Biblioteca Viva Semear (Rua dos Ventos, nº 44) com a missão de apresentar e estimular o prazer pela leitura e a formação do hábito leitor de maneira divertida e, principalmente, com base nos próprios interesses das crianças e adolescentes. O acervo traz 200 exemplares com foco nesta faixa etária, mas se espalhando também para outras áreas.O Projeto Semear Conhecimento, é uma iniciativa de uma atuante moradora do bairro Cata Preta, Joelma Gonçalves Laureano, mais conhecida como “Jô”. O programa foi criado para atender crianças com dificuldades de aprendizagem e evoluiu com a ajuda das entidades participantes. O espaço acolhe não somente a leitura, mas diversas oficinais culturais em um momento que os jovens podem se sentir livres para desempenhar o que desejarem.Já a Biblioteca Caminhos da Cultura, do núcleo Sacadura Cabral (Av. Prestes Maia, nº 3550, Box 17), segue a mesma ideia. Em um pequeno espaço, mas bem organizado, o público pode desenvolver a leitura, encontrar amigos e receber aprendizado.As bibliotecas comunitárias foram entregues por meio de parceria da Prefeitura com a Fundação Santo André e a SP Leituras. “Nestes espaços temos que ter gente, com liberdade, buscando conhecimento dos mais variados e não apenas sendo um pesquisador. Temos que compartilhar estes conhecimentos e por isso estes lugares se tornam tão especiais”, concluiu a secretária de Cultura, Simone Zárate.

Aguardando palavras...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais