Santo André revitaliza biblioteca no Cata Preta

Crédito: Ricardo Trida/PSA
A Prefeitura de Santo André, por meio da Secretaria da Cultura, entregou neste sábado (28) importantes pontos de aprendizado e acesso à cultura para a população andreense. A administração inaugurou a revitalização da Biblioteca Viva Cata Preta, que ganhou nova pintura e mobiliário, além de novos títulos, em uma ação realizada em parceria com os frequentadores do local cultural, que fica dentro do CESA (Centro Educacional de Santo André) Cata Preta.Além de estimular a leitura, o espaço agora recebe crianças para brincar, mesas infantis, computadores no telecentro, diversos tipos de jogos, atividades teatrais, exposições, palestras e muita interação entre crianças, jovens e adultos. Um novo mural de giz ainda pode servir como complemento para a sala de aula, além dos novos móveis que trazem mais conforto.”Iniciamos o mês de aniversário da cidade com a educação, passando por saúde e outras áreas, e estamos finalizando as entregas deste período com a cultura, um excelente sinal para a gestão pública da cidade. Estes equipamentos nos enchem de orgulho e queremos que a cada dia a população utilize ainda mais estes novos espaços. A manutenção se faz com a comunidade presente, ajudando e usufruindo”, salientou o prefeito Paulo Serra.Perto deste equipamento, também foi inaugurada a Biblioteca Viva Semear (Rua dos Ventos, nº 44) com a missão de apresentar e estimular o prazer pela leitura e a formação do hábito leitor de maneira divertida e, principalmente, com base nos próprios interesses das crianças e adolescentes. O acervo traz 200 exemplares com foco nesta faixa etária, mas se espalhando também para outras áreas.O Projeto Semear Conhecimento, é uma iniciativa de uma atuante moradora do bairro Cata Preta, Joelma Gonçalves Laureano, mais conhecida como “Jô”. O programa foi criado para atender crianças com dificuldades de aprendizagem e evoluiu com a ajuda das entidades participantes. O espaço acolhe não somente a leitura, mas diversas oficinais culturais em um momento que os jovens podem se sentir livres para desempenhar o que desejarem.Já a Biblioteca Caminhos da Cultura, do núcleo Sacadura Cabral (Av. Prestes Maia, nº 3550, Box 17), segue a mesma ideia. Em um pequeno espaço, mas bem organizado, o público pode desenvolver a leitura, encontrar amigos e receber aprendizado.As bibliotecas comunitárias foram entregues por meio de parceria da Prefeitura com a Fundação Santo André e a SP Leituras. “Nestes espaços temos que ter gente, com liberdade, buscando conhecimento dos mais variados e não apenas sendo um pesquisador. Temos que compartilhar estes conhecimentos e por isso estes lugares se tornam tão especiais”, concluiu a secretária de Cultura, Simone Zárate.

Relacionados
OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interação de fatos e dados.
** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do ABCTudo/IT9.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.