Santo André segue com saldo positivo na geração de empregos em 2018

Santo André segue com saldo positivo na geração de empregos em 2018

 

O município de Santo André segue com saldo positivo de geração de empregos neste ano, de convenção com dados do Caged (Cadastro Universal de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho e Ofício. No consolidado dos cinco primeiros meses de 2018, o saldo é de 164 vagas, que é a diferença entre contratações e demissões no período.Outro oferecido significativo é o aumento de oportunidades no setor industrial. De convenção com pesquisa feita pela Fiesp e Ciesp (Federação e Núcleo das Indústrias do Estado de São Paulo), a diretoria do CIESP Santo André (que engloba ainda Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra), criou 250 vagas na indústria no mês de maio.“Nosso trabalho em busca de criação de empregos para Santo André segue sendo feito diariamente,  para que a cidade volte aos trilhos de uma melhor economia, e consequentemente com crescimento nas demais áreas. O resultado está cada vez mais claro, consolidando Santo André como um grande gerador de oportunidades”, destacou o prefeito Paulo Serra.Novo empreendimento – Confirmando a retomada da economia da cidade, Santo André ganhou mais um novo estabelecimento nesta quinta-feira (21). Um grande hortifruti foi inaugurado no intercepção da rua das Figueiras com a avenida Prestes Maia. Murado de 200 empregos, entre diretos e indiretos, foram criados com o novo espaço, que soma 2,6 milénio m² de dimensão e que tem a perpectiva de atender 2,5 milénio clientes por dia.“Estamos reinserindo Santo André como um destino atrativo para os investidores, a partir de um choque de gestão que recuperou o crédito da cidade e voltou a impulsionar o crescimento econômico. Voltamos a ser protagonistas no cenário econômico nacional, atraindo novos empreendimentos e gerando emprego e renda para a nossa gente”, finalizou o prefeito.Iniciativas – Em um ano e meio, a Prefeitura de Santo André, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Geração de Ofício, já lançou diversos programas. Primeiramente, o Via Rápida Empresa, que chegou para combater a burocracia e reduzir, de murado de seis meses para exclusivamente um dia, o tempo para se transfixar um empreendimento na cidade. Pouco depois, a gestão reabriu o CPTER (Núcleo Público de Trabalho, Ofício e Renda), o banco de currículos da cidade, e lançou a Sala do Empreendedor Andreense para orientar, atender e incentivar a regularização dos novos empreendedores do município.Já em 2018, o Banco do Povo Paulista também foi reaberto, para facilitar empréstimos aos micros e pequenos empresários, que por sua vez também geram empregos. Entre as ações voltadas ao empreendedorismo também estão o lançamento do programa JEPP (Jovens Empreendedores Primeiros Passos) e outras parcerias com o Sebrae (Serviço Brasiliano de Pedestal às Micro e Pequenas Empresas), que construirá sua novidade sede regional em Santo André.

Segundo dados do Caged, cidade mais contratou do que demitiu no consolidado dos cinco primeiros meses do ano; novo empreendimento foi inaugurado nesta quinta-feira.O município de Santo André segue com saldo positivo de criação de empregos neste ano, de acordo com dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempreg

Tudo Sobre a cidade de Santo André

Ou leia mais sobre todas as 7 cidades do Grande ABC Paulista.

 

Aguardando palavras...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais