Santo André tem primeira morte confirmada por febre amarela

0
86

A prefeitura de Santo André confirmou nesta sexta-feira a morte por febre amarela de um homem de 44 anos no dia 30 de janeiro. De acordo com nota da Secretaria de Saúde, o laudo do exame deu positivo para a doença. A cidade confirmou a primeira morte e o segundo caso importado neste ano.Morador da Vila Junqueira, trabalhava como motorista entregador. Provavelmente contraiu a doença quando esteve em Atibaia e ficou internado em São Bernardo do Campo. Segue abaixo a Nota Oficial da PrefeituraNOTA OFICIALA Prefeitura de Santo André, por meio da Secretaria de Saúde, recebeu nesta sexta-feira (9), o resultado do exame imuno-histoquímico realizado pelo Serviço de Verificação de Óbitos (SVO), do senhor I. F. N., de 44 anos. O morador da Vila Junqueira faleceu no dia 30 de janeiro de 2018, com suspeita de febre amarela. O laudo do exame deu positivo para a doença. Sendo assim, o município confirma o primeiro óbito por febre amarela, sendo este o segundo caso importado neste ano. A vítima trabalhava como motorista entregador, esteve em Atibaia e ficou internado em São Bernardo do Campo. O Departamento de Vigilância à Saúde de Santo André realizou as ações de bloqueio no local de residência do falecido, mesmo antes da confirmação.É importante frisar que Santo André não registrou nenhum caso autóctone de febre amarela, e que a Secretaria de Saúde vem realizando todas as medidas preventivas de bloqueios de criadouros em casos suspeitos, além de orientação da população no que diz respeito à febre amarela e também em relação à proteção dos macacos que são tão vítimas da doença como nós. Santo André também ampliou a vacina de febre amarela para todas as unidades de saúde do município para garantir ampla cobertura a toda população.No momento, quatro casos estão em investigação na cidade, nove foram descartados e dois casos foram confirmados, um deles sendo o óbito citado e o outro, um munícipe (24 anos), que viajou para Atibaia. O mesmo ficou internado em São Bernardo do Campo e se recuperou sem sequelas. Não há registro de epizootia em Santo André, ou seja, não foram encontrados macacos mortos ou doentes por febre amarela.A Prefeitura realiza campanha de vacinação contra a doença, iniciada no dia 25 de janeiro, com o tema “Não vacile. Vacine-se! Quem tem o brasão amarelo no peito não tem a amarela no sangue”, distribuindo panfletos informativos para esclarecimento da população. Além disso, para atender aqueles que não podem acessar as unidades durante o meio da semana, acrescentou um dia “D” ao calendário, no dia 27 de janeiro, quando vacinou 26.204 pessoas. Já no segundo mutirão, realizado no dia 3 de fevereiro, 12.860 pessoas foram imunizadas. Santo André chega a um total de 166.337 munícipes vacinados dentro da campanha contra febre amarela. Fora da campanha, ou seja, antes do dia 25 de janeiro, o município já tinha vacinado 5.093 pessoas, neste ano.A cidade recebeu três lotes de vacina, que totalizam 800 mil doses. O objetivo é imunizar toda a população de Santo André contra a febre amarela. Os munícipes que ainda não se vacinaram e não têm a possibilidade de se dirigir a uma UBS durante a semana, terão a oportunidade de receber a vacina ainda no dia 17 de fevereiro, data do último mutirão da campanha. É possível ainda tomar a vacina de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, em qualquer unidade de saúde da cidade.Para se vacinar, o munícipe precisa levar CPF, Cartão SUS, carteirinha de vacinação ou documento com foto. Não é necessário comprovante de endereço, pois o acesso ao Sistema Único de Saúde é universal. A organização das filas tem respeitado os atendimentos prioritários de pessoas portadoras de deficiência, idosos com idade superior a 60 anos e pessoas acompanhadas por crianças de colo.As equipes também têm feito triagem nas filas para identificar possíveis fatores contra-indicativos para tomar a vacina e se a pessoa tomará dose fracionada ou padrão (reservada apenas para crianças entre 9 meses e 2 anos incompletos; quem fará viagem internacional com passagem em mãos; e portadores de HIV e hepatopatias agudas com recomendação médica em mãos). Para os demais, são aplicadas doses fracionadas da vacina, com o objetivo de se ampliar o número de pessoas imunizadas. Essas doses possuem a mesma composição da versão completa, e protegem contra a febre amarela. A diferença é que as doses aplicadas atualmente protegem pela vida toda, enquanto a dose fracionada é válida por oito anos.A vacina é contra-indicada para diabéticos (que apresentem dificuldade em controlar o nível de glicemia); doadores de sangue (devem doar antes de se vacinarem); crianças com menos de 9 meses de vida; mães que estejam amamentando crianças menores de 9 meses; gestantes; pacientes com história pregressa de doença do timo (miastenia gravis, timoma); pessoas com reação alérgica grave ao ovo; pessoas que apresentaram reação de hipersensibilidade grave ou doença neurológica após dose prévia da vacina; transplantados e pacientes com doença oncológica em quimioterapia; imunossupressoras (quimioterapia, radioterapia, corticoides em doses elevadas); e pacientes em uso de medicações anti-metabólicas ou medicamentos modificadores do curso da doença (Infliximabe, Etanercepte, Golimumabe, Certolizumabe, Abatacept, Belimumabe, Ustequinumabe, Canaquinumabe, Tocilizumabe, Ritoximabe).É importante também ressaltar que não há como avaliar se a quantidade de vacinados atende a meta, já que muitos munícipes podem ter tomado a dose completa da vacina em algum momento da vida, não sendo necessário tomar a dose novamente. Além disso, os munícipes que trabalham em outras cidades da região podem também tomar a vacina durante o horário de trabalho, nessas outras localidades.RELAÇÃO DE UNIDADES DE SAÚDE DE SANTO ANDRÉ:US (Unidade de Saúde) de Santo André:US Bairro Paraíso – Rua Juquiá, 256 – Bairro Paraíso.US Centreville – Rua Bezerra de Menezes, 35 – Centreville.US Centro – Rua Campos Sales, 575 – Centro.US Cidade São Jorge – Avenida São Paulo, 320 – Cidade São Jorge.US Dr. Moysés Fucs – Rua Alexandreta, 180 – Jardim Santo Antonio.US Jardim Alvorada – Rua Dr. Almenor J. Silveira, s/nº – Jardim Silveira.US Jardim Irene – Estrada da Cata Preta, 552 – Jardim Irene.US Parque Andreense – Avenida Ibertioga, 100 – Parque Andreense.US Parque João Ramalho – Rua Maragogipe, s/nº – Parque João Ramalho.US Utinga – Alameda México, s/nº – Vila Metalúrgica.US Vila Guiomar – Rua das Silveiras, 73 – Vila Guiomar.US Vila Helena – Avenida Andrade Neves, 1.082 – Vila Helena.US Vila Lucinda – Rua Caconde, s/nº – Vila Lucinda.US Vila Luzita – Avenida Dom Pedro I, 4.197 – Vila Luzita.US Vila Palmares – Praça Áurea, 234 – Vila Palmares.USF (Unidade de Saúde da Família)USF Jardim Ana Maria – Rua Otávio Mangabeira, 331 – Jardim Ana Maria.USF Espírito Santo – Avenida São Paulo, 320 – Cidade São Jorge.USF Jardim Carla – Rua Lopes Trovão, s/nº – Jardim Carla.USF Jardim Irene II – Rua Levy de Souza, 3 – Jardim Irene II.USF Jardim Santo Alberto – Rua Almada, 745 – Jardim Santo Alberto.USF Jardim Santo André – Rua Sete, s/nº – Jardim Santo André.USF Jardim Sorocaba – Avenida Sorocaba, 935/945 – Jardim Sorocaba.USF/PA (Pronto Atendimento) Paranapiacaba – Rua Rodrigues Alves, 29 – Paranapiacaba.USF Parque Miami – Estrada do Pedroso, 5151 – Parque Miami.USF Recreio da Borda do Campo – Avenida Mico Leão Dourado, 2452 – Recreio da Borda do Campo.USF Valparaíso – Rua Andradina, 471 – Bairro Valparaíso.USF Vila Linda – Rua Embaré, 97 – Vila Linda.

Santo André tem primeira morte confirmada por febre amarela
Avalie esta notícia