Santo André/Apaba tem paragem dura pela Liga Feminina

0
110

O Santo André/Apaba terá o duelo mais difícil até agora na
Liga de Basquete Feminino. Às 20h de hoje, no Ginásio Pedro
Dell’Antonia, o time andreense recebe o líder
Corinthians/Americana, proprietário de campanha quase perfeita, com
cinco vitórias e uma rota até cá. As andreenses aparecem
empatadas com a vice-líder Uninassau em número de pontos, mas
estão atrás no saldo (42 a 12).

Sobre o duelo de hoje à noite, o técnico Bruno Guidorizzi
espera por um confronto complicado para Santo André. “O
Corinthians será um adversário dificílimo. É um dos favoritos
ao título e que lidera a competição, então, vai ser um jogo
duríssimo, mas as meninas estão preparadas, concentradas e
prontas para dar o melhor em quadra”, destacou o treinador.

Na semana passada, na rodada dupla contra Blumenau, as
andreenses tiveram desempenhos opostos: no primeiro confronto,
conseguiram uma viradela espetacular no último quarto; já no
segundo, sofreram do próprio veneno após o pausa e levaram
a invertida das catarinenses.

“Temos que diminuir bastante os erros que cometemos nas outras
partidas, pois pode nos custar custoso um erro contra nascente
adversário, além disso, atuaremos em lar, que é um fator que
nos favorece, mas precisamos jogar muito muito para fazer isso
prevalecer”, explicou o técnico.

Segunda colocada no ranking de pontuadoras, a fileira Jaqueline –
média superior a 16 pontos por jogo – é a principal arma de
Santo André e também destacou a dificuldade do jogo, que é
tradicional duelo estadual. “Já se tornou um clássico nascente
duelo. Sabemos que é sempre muito duro jogar contra o time de
Americana, por isso, foco e obediência tática serão primordiais
para invadir o importante resultado positivo dentro de
lar”, declarou ela.

Do lado corintiano, os destaques do time comandado por Antônio
Vendramini são a pivô Damiris, principal pontuadora da Liga até
cá, com média de 20 pontos por partida, e a ala-pivô
norte-americana Brandie Rene Baker, que aparece em terceiro
lugar na tábua de cestinhas, com média de 15,5.

Santo André/Apaba tem paragem dura pela Liga Feminina
Avalie esta notícia