São Paulo e fornecedor de material esportivo negociam rescisão de contrato

0
70

Apesar do triunfo por 2 a 1 fora de casa sobre o Vitória, o São
Paulo tem um problema para resolver. Principal apoiadora do
time, a fornecedora de material esportivo Under Armour pode
deixar o Tricolor. Insatisfeita com os baixos índices de venda
de uniformes, a empresa negocia a rescisão do contrato de dois
anos com o clube, segundo apurou o UOL
Esporte.

De acordo com pessoas envolvidas nas conversas, há uma multa a
ser paga pela empresa, que está no São Paulo desde 2014. A
Under Armour e o São Paulo conversam para definir como poderá
ser feito o desligamento.

O clube recebe anualmente cerca de R$ 16 milhões e mais R$ 12
milhões em material esportivo. Por isso mesmo, dificilmente o
Tricolor encontrará outro parceiro disposto a pagar tais
cifras. A firma tentou negociar uma redução no valor pago ao
São Paulo e recentemente pagou uma dívida que tinha com o clube
de R$ 6 milhões, segundo apurou o UOL Esporte.

Coincidentemente, a informação vazou justamente no dia em que a
empresa lançou oficialmente a terceira camisa do São Paulo.
Para tentar incrementar as vendas, a Under Armour vai promover
uma série de ações de marketing nos próximos dias. Em contato
com a reportagem, a empresa não confirma a rescisão. 

"A Under Armour não comenta a respeito de assuntos contratuais,
mas reforça a parceria de mais de dois anos de sucesso com o
São Paulo Futebol Clube", comunicou a empresa. Já o Tricolor só
deve se pronunciar oficialmente sobre o assunto caso a multa
estipulada em contrato seja paga.

A nova camisa na cor
preta conta com o escudo são-paulino[1] em
marca d'água distribuído por todo tecido, representando o amor
pelo clube. A peça também possui detalhes em bordô nas mangas e
gola. Já o calção e os meiões seguem o mesmo tom dos detalhes
da camisa.

São Paulo e fornecedor de material esportivo negociam rescisão de contrato
Avalie esta notícia