Nos pênaltis, São Paulo elimina Palmeiras
5 100% 27

Que noite para Tiago Volpi! Goleiro pega uma cobrança, perde outra e coloca o Tricolor na decisão ao espalmar a batida final de Zé Rafael. Adversário será Santos ou Corinthians.

Nos pênaltis, São Paulo elimina Palmeiras

Nos pênaltis, São Paulo elimina Palmeiras e vai à final do Paulistão após 16 anos

Drama na Arena

O Tricolor do Morumbi (São Paulo Futebol Clube) está novamente em uma final do Campeonato Paulista. No jogo conhecido como o Choque-Rei e em campo muito disputado, com um muito bem acertado gol anulado, o árbitro de vídeo em cada lado no empate por 0 a 0 no tempo normal, o Tricolor saiu com a vitória. Venceu o Palmeiras por 5 a 4 nos pênaltis com uma atuação decisiva do goleiro Tiago Volpi.

Depois de o velho novo cuca iniciar os treinos no São Paulo

Ele pegou a batida de Ricardo Goulart, desperdiçou a última cobrança da série (Prass defendeu) e espalmou o chute final de Zé Rafael para garantir a vaga na decisão. O adversário sairá do confronto entre Santos e Corinthians, nesta segunda, no Pacaembu.

Os pênaltis

Pelo São Paulo, Nenê, Everton Felipe, Hudson, Gonzalo Carneiro (de cavadinha) e Bruno Alves converteram. Tiago Volpi errou. No Palmeiras, acertaram Bruno Henrique, Gustavo Gómez, Luan e Diogo Barbosa. Ricardo Goulart e Zé Rafael desperdiçaram.

Primeiro tempo

Palmeiras e São Paulo fizeram um primeiro tempo de velocidade, intensidade, mas poucas oportunidades de gols. O Verdão não exerceu uma pressão tão forte quanto se imaginou. Principal arma da equipe, Dudu teve uma atuação abaixo da média e prejudicou o rendimento ofensivo. Na melhor chance, aos 12 minutos, Ricardo Goulart bateu travado por Luan em rebote na área. Bem armado na defesa, o Tricolor apostou na correria de seus três atacantes. Antony teve a melhor oportunidade, aos 44, ao sair cara a cara e chutar em cima de Fernando Prass.

Segundo tempo

O São Paulo voltou do intervalo arriscando mais no ataque. Aos três minutos, Liziero chegou a marcar, mas o árbitro Flavio Rodrigues de Souza, com a ajuda do VAR, anulou acertadamente por impedimento. O Palmeiras respondeu com um desvio perigoso de Deyverson que Tiago Volpi espalmou. Pouco depois, Scarpa fez boa jogada e carimbou a trave pelo lado de fora. Aos 30, o árbitro de vídeo voltou a entrar em ação. Deyverson marcou ao receber de Diogo Barbosa, comemorou, mas o VAR, também acertadamente, anulou por impedimento. O Palmeiras foi para cima nos últimos minutos. Zé Rafael assustou em chute cruzado.

Mas o jogo foi para os pênaltis.

Veja aqui onde pode realizar o Exame de Eletroneuromiografia em SP.