Sehal reivindica Pacote de Ajuda para todos os prefeitos do Grande ABC

Sehal reivindica Pacote de Ajuda para todos os prefeitos do Grande ABCEntidade patronal protocolou ofício pedindo audiência com representantes municipais

Sehal reivindica Pacote de Ajuda para todos os prefeitos do Grande ABC

O Sehal (Sindicato das Empresas de Hospedagem e Alimentação do Grande ABC) reivindica aos prefeitos do Grande ABC e ao governo do Estado de São Paulo um Pacote de Ajuda para os setores de hotéis, bares, restaurantes, cafés, pizzarias e similares do Grande ABC em função do endurecimento das regras para evitar o avanço da covid-19. O sindicato patronal protocolou ofício solicitando audiência com os representantes municipais das sete cidades e com o governo do Estado.

Presidente do Sehal

O presidente do Sehal, Beto Moreira, é também vice-presidente, para assuntos de hotelaria, da FHORESP (Federação de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Estado de São Paulo), entidade que reúne 24 sindicatos empresariais.

O objetivo da iniciativa é socorrer as empresas do segmento, especialmente os pequenos negócios, muitos à beira da falência. De acordo com o Sehal, as atividades de menor porte não têm condições de se adaptar a algumas modalidades impostas, como as da entrega.

Além de tudo, muitas plataformas cobram altas comissões, encarecendo o custo do produto, inviabilizando a venda e diminuindo o lucro da empresa. Estamos conscientes das necessidades de medidas restritivas para reduzir a velocidade da transmissão do coronavírus e diminuir as altas taxas de internações em todas as cidades. Porém, as nossas empresas estão colaborando com essa crise há um ano, criamos e reforçamos protocolos, nos preparamos e, no entanto, sofremos com as drásticas medidas. Simplesmente fomos eleitos os culpados. Mas, não somos!

“Além de tudo, muitas plataformas cobram altas comissões, encarecendo o custo do produto, inviabilizando a venda e diminuindo o lucro da empresa. Estamos conscientes das necessidades de medidas restritivas para reduzir a velocidade da transmissão do coronavírus e diminuir as altas taxas de internações em todas as cidades. Porém, as nossas empresas estão colaborando com essa crise há um ano, criamos e reforçamos protocolos, nos preparamos e, no entanto, sofremos com as drásticas medidas. Simplesmente fomos eleitos os culpados. Mas, não somos!”, explica Beto Moreira.

Abaixo, as reivindicações – bares, restaurantes e similares:

· Autorização de take away para os bares e restaurantes de pequeno e médio porte (apenas as grandes redes têm condições de adotar o drive thru). O take away é alternativa para o estabelecimento fazer a entrega na sua porta, calçada ou dentro do veículo na via pública até as 20 horas.

Sendo assim, a população de menor renda teria acesso a esses comércios.

  • Reversão do aumento do Regime Especial de Tributação do setor de Alimentação Fora do Lar, retomando aos patamares anteriores de 3,2%.
  • Diferimento dos débitos de água, luz e gás de hotéis, restaurantes, bares e similares por 180 (cento e oitenta) dias
  • Impedimento de corte no fornecimento de água, de luz e de gás por 180 (cento e oitenta) dias
  • Auxílio financeiro ou bolsa de R$ 1.000, em duas parcelas, para trabalhadores do segmento
  • Parcelamento de todos os débitos de ICMS, sem multas e juros em 60 vezes
  • Isenção do ICMS da energia elétrica até junho de 2021
  • Isenção de IPVA dos veículos para hotéis, bares e restaurantes
  • Concessão de nova linha de crédito especial para o setor, priorizando empresas com faturamento anual de R$ 4.800.00,00 (quatro milhões e oitocentos mil reais)
  • Isenção do ICMS do setor enquanto durar a pandemia.
  • Suspensão de pagamento (carência) de parcela de empréstimo no Banco do Povo e Desenvolve SP
  • Fiscalização sobre festas clandestinas e estabelecimentos que atuam de forma irregular, seja feita sistematicamente (e não pontual) como observado até o momento, com manutenção permanente de uma linha 0800 para denúncia.

Sehal reivindica Pacote de Ajuda para todos os prefeitos do Grande ABC

Reivindicações – setor de hospedagem:

  • Isenção da conta de água e gás para os próximos 6 meses
  • Isenção de todos os débitos de água de março de 2020 até o dia 1º de março de 2021
  • Auxílio financeiro de R$ 1.000, em duas parcelas, para trabalhadores do segmento que estão desempregados
  • Gestões junto às prefeituras (não apenas MITs e Estâncias), para parcelamento de todos os débitos de ISS em 60 vezes
  • Isenção do IPVA de 2021 e 2022 para veículos registrados em nome das empresas do setor
  • Moratória sobre os impostos gerados em 2020 e 2021, parcelamento dos impostos em até 2 anos, a partir de 2025.
Sobre o Sehal

Fundado em 12 de julho de 1943, o sindicato é uma entidade sem fins lucrativos e tem como objetivo apoiar os empresários reciclando conhecimento em várias áreas. Representa cerca de oito mil estabelecimentos na Região do Grande ABC. Fornece apoio com profissionais renomados nas áreas jurídicas, sanitária, organizacional, parceria com escolas e faculdades, além de lutar pela simplificação da burocracia nos âmbitos municipal, estadual e federal com redução dos impostos e ainda contribuir para a qualificação dos empresários e trabalhadores.

Oferece ainda cursos gratuitos ou com condições especiais para associados e ministrados por professores altamente qualificados, em salas de aula equipadas com datashow, cozinha completa com utensílios e insumos para as aulas práticas. É também considerado um dos sindicatos patronais mais atuantes do Brasil em razão das diversas conquistas e expansão no número de associados.

ATUAL IMAGEM COMUNICAÇÃO

Fale Conosco | (11) 4332-9697
contato@atualimagemcomunicacao.com.br

Atendimento à Imprensa
Niceia Freitas | (11) 99849-1965
niceia.climaco@gmail.com

Isadora Climaco | (11) 97354-8532
isadoraclimaco@gmail.com

1 comentário
  1. Marcio Roberto Diz

    Gostei da sua publicação e conseguir tirar algumas dúvidas
    que eu tinha e não sabia ao certo onde procurar para
    poder esclarecer. Também possuo um site gratuito de
    utilidade pública e gostaria que você conhecesse. E quem
    sabe até trocarmos experiências sobre SEO ou marketing
    digital em nosso segmento. Agradeço à atenção e que
    Deus nos abençoe.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies