Semasa constata rapinagem de chuva em lava-rápido no Meio de Santo André

0
162

O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo
André) flagrou, na última sexta-feira (18/8), mais um rapinagem de
água na cidade. O lava-rápido, localizado na rua Cel. Agenor de
Camargo, no Meio, já havia desviado aproximadamente 3.264 m³
de água. O caso foi registrado no 1º DP e o responsável pelo
imóvel indiciado por rapinagem qualificado, além de ter recebido um
auto de infração (equivalente a multa) do Semasa no valor de 5
milénio FMPs (Fator Monetário Padrão), ou R$ 18.792,00.

Até julho deste ano, o Semasa constatou 465 fraudes em ligações
de água na cidade, 51% a mais do que no mesmo período de 2016.
O volume de recurso desviado com estes ‘gatos’ foi de mais de
123 milénio m³, o suficiente para abastecer 6.197 famílias de 4
pessoas que consomem 20m³ por mês. Constatada a fraude, os
infratores foram autuados para remunerar o volume consumido
irregularmente.

No caso de sexta-feira, o lava-rápido já era monitorado pela
autonomia por razão do reles consumo de água para o tipo de
atividade desenvolvida. Durante a vistoria, o fiscal do Semasa
constatou a fraude do tipo ‘by pass’, ou seja, a água passava
por uma tubulação secundária antes de chegar ao hidrômetro e,
portanto, não era registrada.

O combate a fraudes é uma das ferramentas utilizadas pelo
Semasa no combate às perdas de água no município. Ligações de
água fraudulentas também podem comprometer o fornecimento de
uma região e, dependendo do caso, até provocar a contaminação
da rede de água.

Semasa constata rapinagem de chuva em lava-rápido no Meio de Santo André
Avalie esta notícia

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here