Semasa multa empresa por descarte irregular de resíduos no Capuava

Bloco das Bruacas atrai foliões para Paranapiacaba

Empresa recebeu advertência e também um Auto de Infração Ambiental (multa) no valor de 500 FMPs (Fator Monetário Padrão), o equivalente hoje a R$ 1.926,35
Crédito: Divulgação/Semasa
O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) flagrou na última quarta-feira (9) um veículo realizando descarte irregular de madeira e outros materiais na avenida dos Estados, ao lado do número 11.200, em um terreno localizado no bairro Capuava. O veículo é de propriedade de uma empresa de Mauá que fica na divisa das duas cidades. O local do crime ambiental tem histórico de descarte irregular e é atualmente utilizado pela autarquia para realização das trocas do projeto Moeda Verde.Diante do flagrante, a empresa recebeu advertência e também um Auto de Infração Ambiental (multa) no valor de 500 FMPs (Fator Monetário Padrão), o equivalente hoje a R$ 1.926,35. Os responsáveis também são obrigados a realizar a limpeza da área.A empresa de Mauá, flagrada na ação criminosa, está localizada a menos de 1 km do local onde foi despejado o entulho. Por conta disso, o Semasa acredita que a prática já era comum.  Além disso, a empresa opera sem o devido licenciamento ambiental, concedido pela Cetesb. O Semasa encaminhou ofício à companhia estadual informando sobre o problema.O local onde ocorreu o crime ambiental é um dos principais pontos de descarte irregular de resíduos da cidade, monitorado pelo Semasa semanalmente. Por causa disso, a autarquia junto com a Prefeitura adotou a área para implantar projeto de revitalização com sinalização de trânsito, limpeza e capina e criação de estacionamento comunitário. Reforçando a utilização, adotou o espaço para as trocas do Projeto Moeda Verde, no Núcleo Capuava, que ocorrem há cada 15 dias. O objetivo é tentar mitigar os efeitos das práticas ilegais de descarte, revitalizando o espaço e a região.O descarte irregular de lixo é passível de multa e até mesmo detenção. O valor da infração pode chegar a 10.000 FMPs. A população pode e deve denunciar esta prática ao Semasa, por meio do número 115, da Central de Atendimento.Atualmente a autarquia possui cadastrados 63 pontos de disposição ilegal de resíduos na cidade. Em 2017, o Semasa emitiu 20 advertências e 23 autos de infração ambiental. Em 2018, até o momento, já foram nove advertências ambientais e nove autos de infração.

Aguardando palavras...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais