Semasa plantará mais de mil mudas de árvores no Parque Guaraciaba

Semasa plantará mais de mil mudas de árvores no Parque Guaraciaba :

Semasa plantará mais de mil mudas de árvores no Parque Guaraciaba

[ad_1]

Ação ocorre como medida de compensação ambiental por causa das obras de ampliação do Aterro Sanitário Municipal

Crédito: Divulgação/Semasa

O Parque Guaraciaba está ganhando novas espécies de mudas originárias da Mata Atlântica. O plantio, realizado pelo Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), é uma medida de compensação ambiental pelas obras de ampliação do Aterro Sanitário Municipal, que tiveram início em novembro do ano passado.

Serão plantadas na parte leste do parque 1.510 mudas de ipê-amarelo, ipê-roxo, goiabeira, jerivá, paineira, pata-de-vaca, dentre outras. O florestamento ocupará uma área de 4.500 m².

Desde novembro de 2016, quando iniciaram os plantios na região do Parque Guaraciaba com o objetivo de compensar impactos causados pelas intervenções no aterro, o Semasa já plantou cerca de 3.900 mudas. Com a nova ação, a área verde será beneficiada ao todo com aproximadamente 5.350 árvores, em uma área de mais de 32.000 m².

Além de realizar plantios, o Semasa possui um plano de comunicação e educação ambiental, que também faz parte das exigências da Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) por causa das obras no aterro. Com isso, a autarquia mantém contato com a população para fazer ações educativas, receber demandas e sensibilizar sobre questões que envolvem a temática de resíduos sólidos.

Vida útil do Aterro Sanitário – O Semasa está na terceira e última fase de ampliação do aterro. Nesta etapa, 30% da área será expandida, passando dos 217 mil m² atuais para 280 mil m². Com isso, a vida útil do equipamento aumentará para mais cinco anos.

As obras vão garantir um economia de aproximadamente R$ 100 milhões, valor que seria gasto caso o município tivesse de destinar os resíduos para um aterro particular.

Santo André é a única cidade da região do ABC que tem aterro próprio. O espaço foi aberto em 1986 e recebe 100% dos resíduos gerados na cidade. Além disso, o aterro é um dos mais bem avaliados do Estado – com nota 9,4 atribuída pela Cetesb.

Atualmente, cerca de 19 mil toneladas de resíduos úmidos são coletadas por mês e enviadas para descarte ambientalmente correto.

[ad_2]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies