Sesc Santo André apresenta O Circo de um Homem Só

O Circo de um Homem Só
Crédito: ANDRE SCATOLIN
Durante os meses de fevereiro, março e abril, o SESC Santo André promove a Mostra Malabaristicamente, que traz à cena o que há de melhor no universo do malabarismo, vertente circense que trabalha com manipulação dos mais diversos objetos. Por meio de espetáculos e vivências artísticas, o público poderá conhecer e se divertir com as mais variadas formas de malabarear, e também com a quantidade de objetos manipulados.Abrindo a mostra, será apresentado no próximo domingo o espetáculo “O Circo de um Homem Só”, que traz o acróbata e malabarista Duba Becker como um palhaço solitário, que abandona o circo e tenta se adaptar na cidade grande. Mesmo longe do picadeiro, esse personagem exerce sua maior função dentro do circo: espalhar alegria. Suas atitudes e relações com o cotidiano são sempre cômicas e desastradas, como se o palhaço não conseguisse viver sem representar, fazendo da sua vida um verdadeiro espetáculo de circo. Números de malabares com claves e chapéus, equilíbrio de objetos variados e mágicas close up completam a diversão dos presentes.Composta por uma atriz dramática e circense, formada pelo CPT e pela École National du Cirque Annie Fratellini (Helena Figueira) e um artista acrobata com domínio das técnicas de malabares (Duba Becker), a Cia Suno foi fundada em 1998 por um grupo de amigos que sonhavam criar um núcleo de pesquisa cênica na cidade de Santos.Inicialmente, a Cia dedicou-se a pesquisas sobre o teatro do absurdo, realizando estudos sobre “Fando e Lis”, “Piquenique no Front” e “O Arquiteto e o Imperador da Síria”. Logo após, iniciou um trabalho sobre “Esperando Godot”, onde integravam as artes circenses e dramáticas. O espetáculo que recebeu três prêmios de melhor ator (Victor Nóvoa) e indicações de melhor direção e melhor ator coadjuvante. Iniciava aí a “Identidade” da Cia Suno: mesclar a riqueza poética do circo com a linguagem teatral, sem perder a essência da máscara. Todas as peças realizadas pela companhia, desde então, têm uma temática, uma história.Malabarista, acrobata e palhaço, Duba Becker já se apresentou em diversos países, entre eles a Alemanha (31a European Juggling Convention) e Argentina (La décima primeira e La décima segunda convention de malabaris, circo y espectáculos callejeros). Representou o Brasil na Fit Argentina, 2007, BTL Lisboa 2006, Fitur Madrid, 2006, a convite da EMBRATUR. Freqüentou o curso de Palhaçaria Clássica com Leris Colombaioni (Itália), Chacovacci (Argentina), Avner (EUA), Javi Javichy (Espanha), Márcio Libar (RJ) e Bete Dorgam(SP). Aulas de malabarismo experimental com Luis Sartori do Vale (Brasil/ Bélgica) e Pablo Pico (Chile).Com o grupo Irmão Becker recebeu o prêmio de melhor número circense no PRIMEIRO FESTIVAL MUNICIPAL DE CIRCO DE SÃO PAULO. Também recebeu o prêmio Carequinha de estímulo ao circo/ FUNARTE em 2009 e ProAC 2010 com o espetáculo “De volta ao mundo”.Foi o melhor do circo paulista 2005 recebendo o Prêmio Charles da categoria.É integrante da Cia Suno desde 2003, e participa dos seguintes espetáculos: “Ensaio sob a Chuva”, “De Partida”, “Sanduba delivery”; “Carpinteiros em Domicílio”; “Estripulias no circo”, “Na Roda com Sanduba”, “Chafurda!”, “Despautérios.” e “O Circo de um Homem Só”.Ficha TécnicaElenco: Duba BeckerDireção e Roteiro: Helena FigueiraFigurinos: Maria Eugênia RamosIluminação: Marcos DiglioOperador de Som: Marcos DiglioProdução: Moretti Cultura e ComunicaçãoServiçoOnde: Teatro do SESC Santo André – Rua Tamarutaca, 302 – Vila GuiomarQuando: 04 de fevereiro, às 12hPara quem: Toda a famíliaQuanto: R$ 17,00 (inteira), R$ 8,50 (estudantes e idosos) e R$ 5,00 (comerciários)*Grátis para crianças de até 12 anos

Aguardando palavras...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais