Sesc Santo André celebra a puerícia e o sertão do Cariri

0
96

Crédito: Guilherme Luiz de Roble

No mês das férias, o Sesc Santo André mergulha no universo dos
“cabinhas”, meninas e meninos do sertão do Cariri que trazem
uma cultura de brincadeiras e jogos para todas as crianças. A
programação próprio “É tempo de cabinha!” é inspirada no livro
Terreno de cabinha, da jornalista Gabriela Romeu, que fez uma
extensa pesquisa sobre a infância por todo o Brasil para
recolher causos, brincadeiras e contadores de história dos
“cabinhas”.

Desde o dia 7 de janeiro, está oportunidade ao público o Inventário
dos Cabinhas – Instalação de Poéticas da Infância do Sertão,
com curadoria de Gabriela Romeu e Marlene Peret e fotografias
de Samuel Macedo. Trata-se de uma pequena instalação onde é
possível ao visitante ouvir os próprios cabinhas narrando suas
peripécias e trebelhar de virar rei, mesmo que por somente um dia.
Com ingresso franca, a instalação fica em papeleta no Espaço de
Tecnologias e Artes até o dia 29.

Já a programação de teatro estreou no dia 08, quando a Damião e
Cia de Teatro encenou o espetáculo As presepadas de Damião, uma
comédia farsesca baseada no história de origem medieval O Ferreiro
e a Morte, uma fábula que pode ser encontrada nos registros
literários de diversas culturas. No dia 29, domingo, é a vez da
Cia da Tribo apresentar O reisado da mariposa, do maracujá e
do pica pau, recriando um Natal muito brasílico por meio de
músicas tocadas ao vivo, bonecos e representações inspiradas na
Commédia Dell´Arte. 

Por sua vez, a Cia Cocheça de Mamulengos realiza duas folias
especiais: Folia meninos e reis, no dia 07, e Folia de
príncipe, no dia 28, sábado. Esta última conta com participação
próprio do cantor Chico César e é uma “gaudério vagante”,
inspirada nos reisados do Cariri. Os foliões utilizam bonecos e
teatro de sombras para relembrar histórias natalinas enquanto
percorrem os periferia da unidade. Todo o público é convidado a
participar uma vez que “brincante”, cantando, dançando e tocando
instrumentos.

Às terças-feiras, sempre às 16h, são realizadas as atrações
musicais. No dia 10, Maria Carolina e Paulo Silva apresentam
Brincadeiras Cantadas, uma intervenção músico brincante
inspirada em cantigas populares recolhidas por importantes
pesquisadores. No dia 17, Paulo Dantas oferece declamações,
músicas, causos e brincadeiras para crianças de todas as idades
na atividade Mundo Di Versos Encarnados. Finalmente, no dia 24,
Cris Velasco apresenta Brincando com as Estrelas no Dança de
Deus Menino, uma contação-espetáculo inspirada nos folguedos do
sertão da Bahia.

A programação “É tempo de cabinha!” também inclui oficinas
gratuitas abertas ao público. Entre os dias 03 e 27, às terças
e sextas-feiras, Gabriela Romeu ministra a oficina Inventário
de infâncias, em que avós são convidados a relembrar e
compartilhar histórias de sua infância com seus netos,
descobrindo também uma vez que brincam os “cabinhas” do sertão do
Cariri. Nos dias 14 e 21, A cultura dos Raizeiros do Norteste
mostra um pouco da sabedoria popular que percorre diversas
gerações Brasil afora. Nos dias 22 e 29, acontece a Oficina de
Palhaço Mateus, com Natasha Faria, que também ministra a
Oficina de Estandarte nos dias 08 e 15. Nos dias 05 e 12,
acontece a Oficina de Mamulengo; Já nos dias 19 a 26, é
oferecida a Oficina de Confecção de Burrinhas.

*PROGRAMAÇÃO

TEATRO
08/01. Domingo, às 16h
As presepadas de Damião – Com Damião e Cia de Teatro
O espetáculo narra a saga do herói errante Damião, um varão
pobre, colega da vadiagem, esperto e generoso, que viu sua vida
– e de toda a humanidade – transformada após a visitante de dois
misteriosos viajantes. Esta comédia farsesca é baseada no história
de origem medieval divulgado uma vez que O Ferreiro e a Morte, sendo
esta fábula também encontrada em outros diversos registros
literários de variadas culturas – passando dos contos clássicos
dos Irmãos Grimm aos tradicionais cordéis brasileiros.
Na adaptação realizada pela Damião e Cia, algumas matrizes de
expressões regionais da cultura popular brasileira foram
escolhidas para a concretização de um espetáculo também
popular, ou seja, feito para o povo.
Ficha técnica
Direção: Mario Santana
Elenco: André Sun, Lara Prado, Rafael D’Alessandro, Ricardo
Ikier, Rodrigo Nasser e Presto Kowask
Figurinos: Antônio Apolinário
Músicas, cenário e dramaturgia: O grupo
Preparação corporal: Fernanda Jannuzzelli
Gênero: Comédia
Na Área de Convivência. Livre. Grátis

29/01. Domingo, das 16h às 17h
O reisado da mariposa, do maracujá e do pica pau – Com Cia da
Tribo
Com músicas executadas ao vivo, bonecos e com representações
inspiradas na Commédia Dell’Arte e teatro popular, a companhia
recria um Natal brasílico, enlaçado com vários tipos de
festejos que, embora com modificações cá e ali, mantém sua
força e seu prestígio ao longo do País.
Nesta adaptação inspirada no Reisado sergipano retraído com
propriedade por Silvio Romero(1851-1914), um dos maiores
folcloristas do nosso país, o pequeno redentor, fruto de Maria
é presenteado no dia de seu promanação, com três mimos: o
Vaqueiro leva um pé de maracujá, a Mariposa oferece um ramo de
sândalo e o Pica-Pau chega com uma pequena cabaça. A terrível
Bernúncia, espécie de bicho papão com boca de jacaré, rouba os
três presentes, mas é forçada a restituir tudo pelo heróico
Bumba-Meu-Boi que expulsa o bicho malvado e devolve os mimos ao
menino Jesus.
Ficha Técnica:
Texto e Direção: Milene Perez e Wanderley Piras
Direção Músico: Eugenia Nóbrega
Elenco: Wanderley Piras, Roberta Viana ou Karina Gomes, Renata
Bonfim, Renato Vidal e Rogério Almeida
Figurino: Milene Perez
Direção Visual: Flávio Camargo
Bonecos e Cenário: Wanderley Piras e Flávio Camargo
Iluminação: Ricardo Silva
Produção Universal: Cia. da Tribo
Na Área de Convivência. Livre. Grátis

ARTES VISUAIS
07 a 29/01. Sábados e domingos, das 10h às 18h30
10 a 27/01. Terça a sexta, das 10h às 21h30
Inventário dos Cabinhas – Instalação de Poéticas da Infância do
Sertão
No Cariri cearense, onde cabinha é sinônimo de criança, os
paredões de pedra guardam um reino letargo, pleno de
entidades mitológicas nas matas e nas águas, mestres de muitos
saberes e fazeres e um povo que faz profecias de chuva com o
zumbido dos insetos. Todo esse território seduzido está
guardado no Inventário dos Cabinhas – Instalação de poéticas da
infância do sertão, que reúne e meninos e meninas da região.
Nesta pequena instalação, o visitante também ouve os próprios
cabinhas narrando suas peripécias e ainda pode trebelhar de virar
rei, ainda que por um dia.
No Espaço de Tecnologias e Artes. Livre. Grátis

INTERVENÇÃO
28/01. Sábado, das 16h às 17h
Folia de Príncipe – Com Cia. Cocheça de Mamulengos e
participação de Chico Cesar
Folia de Príncipe é uma apresentação da cia Cocheça de
Mamulengos inspirada nos reisados do Cariri. Uma gaudério
vagante, de transformar todo espaço em um terreiro de
brincantes. Durante o trajectória os foliões relembram histórias
natalinas utilizando bonecos e teatro de sombras, os brincantes
cantam, dançam, tocam instrumentos e todo o público é convidado
para participar da gaudério. Uma sarau com louvação a tranquilidade,
ao paixão e a união entre homens, mulheres e a natureza.
Integrantes da Cocheça: Maria Gomide, João Gomide, Luzia
Gomide, Isabel Gomide, Antonio Gomide, Francisco Gomide, Elen
Roble, Idalia Campos, Ranier Oliveira.
Participação: Chico Cesar.
Concepção, figurinos, bonecos e adereços: Cia Cocheça de
Mamulengos.
Em diversos espaços da unidade. Livre. Grátis

OFICINA
14/01. Sábado, das 10h30 às 12h30
21/01. Sábado, das 10h30 às 12h30
A Cultura dos Raizeiros do Nordeste
Os raizeiros são figuras conhecidas no Nordeste. Eles vendem
sementes, vegetais, cascas e raízes medicinais e ensinam sobre a
serventia e o preparo de cada tipo de especiaria. São
verdadeiros doutores na medicina oriundo, indicando remédios
para diminuir o sofrimento de muitos. Uma vez que segmento da programação
do Projeto É tempo de Cabinha, convidamos o público a aprender
um pouco dessa sabedoria popular que percorre gerações Brasil a
fora.
No Espaço Ateliê. Inscrições no sítio, com 30 minutos de
antecedência. Não recomendado para menores de 16. Grátis

03 a 27/01. Terças e sextas, das 11h às 13h
Inventário de infâncias – com Gabriela Romeu
Venha relembrar e compartilhar histórias de sua infância. Conte
para o seu neto uma vez que você brincava, e descubra também uma vez que
brincam os “cabinhas” do sertão do Cariri.
Na Área de Convivência. Livre. Grátis

22/01. Domingo, das 14h às 17h
29/01. Domingo, das 14h às 17h
Oficina Palhaço Mateus – com Natasha Faria
Palhaço Mateus é um dos personagens típicos do Reisado brincado
no sertão do Cariri, caracterizado pela faceta pintada de preto e
chapéu em forma de cone com fitas na ponta. Nessa oficina, os
participantes produzirão suas versões em boneco desse
personagem.
No Espaço de Tecnologias e Artes. Inscrições no sítio, com 30
minutos de antecedência. Livre. Grátis

05/01. Quinta, das 15h às 18h
12/01. Quinta, das 15h às 18h
Oficina de Mamulengo
Nessa oficina, será trabalhada a história e a criação de
personagens que remetam à cultura do sertão do Cariri e do
cangaço através da confecção de bonecos de mamulengo.
Na Área de Convivência. Inscrições no sítio, com 30 minutos de
antecedência. Livre. Grátis

08/01. Domingo, das 14h às 17h
15/01. Domingo, das 14h às 17h
Oficina de Estandarte – com Natasha Faria
Todo Reisado tem seu estandarte. Nessa oficina, o público
poderá confeccionar seus estandartes tendo uma vez que inspiração os
versos do poeta Patativa do Assaré.
No Espaço de Tecnologias e Artes. Inscrições no sítio, com 30
minutos de antecedência. Livre. Grátis

19 a 26/01. Quinta, das 15h às 18h
Oficina de confecção de burrinhas
Nessa oficina, os participantes irão confeccionar burrinhas,
personagem presente no Reisado, utilizando papel machê, fitas e
tecidos diversos.

Na Área de Convivência. Inscrições no sítio, com 30 minutos de
antecedência. Livre. Grátis

VIVÊNCIA
05 a 29/01. Quinta a domingo, das 15h às 18h
Moradia de Cabinha
Traga sua criança para trebelhar no Quintal dos Cabinha! A
gaudério irá remeter ao Vale do Cariri, com a criação de
indumentárias e confecção de brinquedos, cantorias,
brincadeiras tradicionais, mediadas pela equipe de Instrutoras
do Sesc, mas sempre com a proposta da interação entre as
crianças e “seus” adultos.
No Gramado. Livre. Grátis

MÚSICA
10/01. Terça, às 16h.
Brincadeiras Cantadas – com Maria Carolina e Paulo Silva
Intervenção músico brincante Brincadeiras Cantadas, inspirada
em cantigas populares recolhidas por importantes
pesquisadores.
Na Área de Convivência. Livre. Grátis

17/01. Terça, às 16h.
Mundo Di Versos Encarnados – com Paulo Dantas
Declamações, músicas, causos e brincadeiras para crianças de
todas as idades na atividade.
Na Área de Convivência. Livre. Grátis

24/01. Terça, às 16h.
Brincando com as Estrelas no Dança do Deus Menino – com Cris
Velasco
Contação-espetáculo inspirado nos folguedos do sertão da
Bahia.
Na Área de Convivência. Livre. Grátis

SERVIÇO:
É tempo de cabinha
De 5 a 29 de janeiro de 2007
*Programação em diversos dias e horários
Ingressos à venda pelo Portal Sesc SP e nas bilheterias da Rede
Sesc
Classificação indicativa: Livre

Sesc Santo André – Rua Tamarutaca, 302 – Vila Guiomar – Santo
André
Telefone – (11) 4469-1200
Estacionamento (vagas limitadas): Credencial Plena: 6,00 (1ª
hora). Outros: 11,00 (1ª hora)

Sesc Santo André celebra a puerícia e o sertão do Cariri
Avalie esta notícia