Ir para Portugal e não testemunhar a uma apresentação de
fado é o mesmo que vir ao Brasil e não saber o samba. Canção
vernáculo lusitana, consagrada pela Unesco uma vez que Patrimônio
Intangível da Humanidade, o estilo músico geralmente é
publicado por ser escoltado por uma guitarra portuguesa mas,
no término do século 19, tocá-lo ao piano virou tendência.
E aí entra o pianista português Mário Moita, um dos maiores
divulgadores da cultura portuguesa pelo mundo. Ele retoma essa
prática em seu show Alentejo, 4 Fados, 4 Estações, que será
apresentado sexta-feira, às 21h, no Sesc Santo André. Não será,
portanto, necessário cruzar um oceano para ver o ritmo típico
português.
Durante a apresentação, o músico, que já percorreu mais de 30
países e 15 estados somente cá no Brasil para propalar a
cultura portuguesa, também irá mostrar os diferentes tipos de
fado que existem em Portugal por meio de recursos
multimídia.
Moita nasceu no Alentejo e desde muito cedo revelou a sua
tendência pela arte músico. Com somente 10 anos apresentou-se
nas festas de sua terreno, em Reguengos de Monsaraz, para 3.000
pessoas, e iniciou seus estudos de piano no conservatório de
música de Évora. Daí para frente sua curso decolou e se
tornou habitué no Brasil.

Mário Moita – Show. Sesc Santo André – Rua Tamarutaca, 302.
Sexta, às 21h. Ingressos: R$ 20 (R$ 10 meia-entrada). À venda
na bilheteria ou no site www.sescsp.org.br.

Sesc Santo André recebe artista português Mário Moita na sexta
Avalie esta notícia