Sesc Santo André recebe o jornalista Juca Kfouri

0
100

Sempre Um Papo e o Sesc Santo André abrem a programação de 2018 recebendo o jornalista Juca Kfouri
Crédito: Renato Parada
O Sempre Um Papo e o Sesc Santo André abrem a programação de 2018 recebendo o jornalista Juca Kfouri, para o debate o lançamento do livro “Confesso que Perdi – Memórias” (Cia das Letras). Em quase cinquenta anos de atuação como jornalista, Juca acompanhou de perto, como observador ou como participante, experiências fundamentais do mundo da política, da cultura e do esporte.“Futebol e política, política e futebol se misturam como água e sabão, e seria ainda melhor se um e outro fossem mais limpos do que são. Nem por isso o herói do tricampeonato em 1970 é o general Garrastazu Médici; os heróis são Pelé, Tostão e companhia bela”, escreve Juca Kfouri, com agudez e bom humor.Com o olhar fino do repórter, recorda os desafios de cobrir a Copa de 1982, na Espanha, por telex, com remessas de textos frios e de fotos por avião. A única alternativa ao malote da Varig era apelar para um passageiro prestativo, pedindo a alguém da redação que apanhasse o material na sua chegada. Fax, só na Itália, em 1990, e computador, na Copa de 1994, nos Estados Unidos.À frente da revista Placar, foi responsável por desvendar e denunciar a chamada Máfia da Loteria Esportiva, bem como por memoráveis capas: uma delas trazia o jogador Sócrates, seu amigo, posando como O pensador, de Rodin. Na Playboy, publicou entrevistas e reportagens singulares, como a que revelou a identidade do desenhista Carlos Zéfiro, segredo que durava mais de trinta anos.O corintiano Juca, que décadas depois viria a se opor à construção da Arena Corinthians, estava no meio da torcida na noite de 1977 em que seu time quebrou o jejum de mais de vinte anos sem títulos. “Não sei como, mesmo, fui parar no gramado do Morumbi, com uma bandeira na mão, bandeira que não levara ao estádio e não me recordo de ter comprado”, lembra, sem lembrar. É com tal sinceridade que o autor nos oferece estas deliciosas confissões.Juca Kfouri é jornalista, foi diretor das revistas Placar e Playboy e colunista dos jornais O Globo e Folha de S.Paulo. Como comentarista esportivo, passou por várias redes de televisão e atualmente está na ESPN-Brasil e na Rádio CBN. É autor dos livros A Emoção Corinthians (1982), Meninos eu vi (2003) e Por que não desisto (2009).O Sempre Um Papo deste mês acontece no dia 20 de março, terça-feira, às 20h, no Teatro do Sesc Santo André. In- gressos gratuitos podem ser retirados a partir das 19h na Bilheteria ou Loja Sesc. Recomendação etária a partir de 16 anos.Sobre o Sempre Um PapoCriado em 1986 pelo gestor cultural e idealizador do Fliaraxá, Afonso Borges, o “Sempre Um Papo” promove a difu- são do livro e seu autor através de lançamentos de livros antecedidos por debates informais. Já atuou em mais de 30 cidades brasileiras, tendo realizado mais de 5 mil eventos com um público presente estimado em 1,6 milhão de pes- soas. O encontro presencial converge para a televisão, sendo exibido, aos sábados e domingos, na TV Câmara. Des- dobra-se para a série de DVDs educativos “Cultura Para a Educação”, em sua sexta edição, distribuído para mais de6.000 escolas brasileiras, gratuitamente. E no site www.sempreumpapo.com.br, estão disponíveis mais de 300 pro- gramas com escritores, além de diversos seminários. Com o programa “Ler Convivendo”, em vigor há 8 anos, adota bibliotecas comunitárias em Minas Gerais ao promover 3 atividades: doação de livros, palestras com escritores e capacitação de voluntários. Há dois anos Afonso Borges conduz, na Rádio CBN Belo Horizonte, o boletim “Mondoli- vro – o blog sonoro da literatura”.ServiçoDia 20/03, terça-feira, às 20h Sempre Um Papo, com Juca KfouriGrátis. Ingressos disponíveis a partir das 19h na Bilheteria ou Loja Sesc. No Teatro.

Sesc Santo André recebe o jornalista Juca Kfouri
Avalie esta notícia