Sesc Santo André recebe o jornalista Juca Kfouri

Cidade Viva Santo André

Sempre Um Papo e o Sesc Santo André abrem a programação de 2018 recebendo o jornalista Juca Kfouri
Crédito: Renato Parada
O Sempre Um Papo e o Sesc Santo André abrem a programação de 2018 recebendo o jornalista Juca Kfouri, para o debate o lançamento do livro “Confesso que Perdi – Memórias” (Cia das Letras). Em quase cinquenta anos de atuação como jornalista, Juca acompanhou de perto, como observador ou como participante, experiências fundamentais do mundo da política, da cultura e do esporte.“Futebol e política, política e futebol se misturam como água e sabão, e seria ainda melhor se um e outro fossem mais limpos do que são. Nem por isso o herói do tricampeonato em 1970 é o general Garrastazu Médici; os heróis são Pelé, Tostão e companhia bela”, escreve Juca Kfouri, com agudez e bom humor.Com o olhar fino do repórter, recorda os desafios de cobrir a Copa de 1982, na Espanha, por telex, com remessas de textos frios e de fotos por avião. A única alternativa ao malote da Varig era apelar para um passageiro prestativo, pedindo a alguém da redação que apanhasse o material na sua chegada. Fax, só na Itália, em 1990, e computador, na Copa de 1994, nos Estados Unidos.À frente da revista Placar, foi responsável por desvendar e denunciar a chamada Máfia da Loteria Esportiva, bem como por memoráveis capas: uma delas trazia o jogador Sócrates, seu amigo, posando como O pensador, de Rodin. Na Playboy, publicou entrevistas e reportagens singulares, como a que revelou a identidade do desenhista Carlos Zéfiro, segredo que durava mais de trinta anos.O corintiano Juca, que décadas depois viria a se opor à construção da Arena Corinthians, estava no meio da torcida na noite de 1977 em que seu time quebrou o jejum de mais de vinte anos sem títulos. “Não sei como, mesmo, fui parar no gramado do Morumbi, com uma bandeira na mão, bandeira que não levara ao estádio e não me recordo de ter comprado”, lembra, sem lembrar. É com tal sinceridade que o autor nos oferece estas deliciosas confissões.Juca Kfouri é jornalista, foi diretor das revistas Placar e Playboy e colunista dos jornais O Globo e Folha de S.Paulo. Como comentarista esportivo, passou por várias redes de televisão e atualmente está na ESPN-Brasil e na Rádio CBN. É autor dos livros A Emoção Corinthians (1982), Meninos eu vi (2003) e Por que não desisto (2009).O Sempre Um Papo deste mês acontece no dia 20 de março, terça-feira, às 20h, no Teatro do Sesc Santo André. In- gressos gratuitos podem ser retirados a partir das 19h na Bilheteria ou Loja Sesc. Recomendação etária a partir de 16 anos.Sobre o Sempre Um PapoCriado em 1986 pelo gestor cultural e idealizador do Fliaraxá, Afonso Borges, o “Sempre Um Papo” promove a difu- são do livro e seu autor através de lançamentos de livros antecedidos por debates informais. Já atuou em mais de 30 cidades brasileiras, tendo realizado mais de 5 mil eventos com um público presente estimado em 1,6 milhão de pes- soas. O encontro presencial converge para a televisão, sendo exibido, aos sábados e domingos, na TV Câmara. Des- dobra-se para a série de DVDs educativos “Cultura Para a Educação”, em sua sexta edição, distribuído para mais de6.000 escolas brasileiras, gratuitamente. E no site www.sempreumpapo.com.br, estão disponíveis mais de 300 pro- gramas com escritores, além de diversos seminários. Com o programa “Ler Convivendo”, em vigor há 8 anos, adota bibliotecas comunitárias em Minas Gerais ao promover 3 atividades: doação de livros, palestras com escritores e capacitação de voluntários. Há dois anos Afonso Borges conduz, na Rádio CBN Belo Horizonte, o boletim “Mondoli- vro – o blog sonoro da literatura”.ServiçoDia 20/03, terça-feira, às 20h Sempre Um Papo, com Juca KfouriGrátis. Ingressos disponíveis a partir das 19h na Bilheteria ou Loja Sesc. No Teatro.

Aguardando palavras...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais