Sinais de aneurisma cerebral – Sintomas, sequelas, causas, tem trato?

A dilatação irregular de uma artéria cerebral é chamada de aneurisma cerebral. Geralmente, o aneurisma tem sua origem associada a traumas, infecções e ao uso de tabaco, mas também pode ter origem congênita em alguns casos.Caso o aneurisma se rompa, ocorre o que é chamado de hemorragia subaracnóidea, que é quando o sangramento vai para o espaço ao volta do vaso. Esse sangramento é capaz de irritar as artérias e fomentar vasoespasmos, uma situação classificada uma vez que grave e que pode deixar o paciente sem regadura de determinada segmento do cérebro, o que provoca falta de circulação, inchaço cerebral e até mesmo a morte.O aneurisma possui tamanhos variados, podendo ter poucos milímetros ou até mesmo vários centímetros de diâmetro. Também possui muitos formatos, normalmente são saculares, mas podem ser irregulares e fusiformes.É estimado que aproximadamente 5% de toda a população do planeta tenha, no mínimo, um aneurisma cerebral. Desses, 20% dos casos são de pacientes que possuem dois ou mais aneurismas ao mesmo tempo.Tipos de aneurismas O aneurisma é classificado em dois tipos diferentes, são eles:– Aneurisma sacular: é formado pela existência de um defeito congênito na parede dos vasos com a soma de fatores de risco que causam o aneurisma, uma vez que a pressão arterial elevada, por exemplo.– Aneurisma fusiforme: ocorrem devido a deposição de gordura e cálcio na parede dos vasos ou ainda, de aneurismas micóticos relacionados a quadros de infecção.Quais as causas do aneurisma? A desculpa do aneurisma é quando uma região da parede de um vaso sanguíneo está enfraquecida. Ele pode estar presente no paciente desde o promanação, no caso de um aneurisma congênito, ou pode se desenvolver mais tarde, quando um vaso sanguíneo sofre uma lesão.As principais causas são: predisposição familiar; hipertensão arterial; dislipidemia; diabetes; cigarro; e o consumo de álcool.Sintomas do aneurisma cerebral O aneurisma cerebral pode ser assintomático e, nesse caso, só é provável identificar a doença através de uma tomografia computadorizada ou sonância magnética. Quando os sintomas estão presentes, significa que as estruturas próximas ao cérebro estão sendo empurradas ou que o aneurisma pode se romper e fomentar o sangramento no cérebro.Os sintomas dependem de onde o aneurisma está localizado e podem ser: visão dupla; perda da visão; dor de cabeça; dor nos olhos; dor no pescoço; pescoço rígido; perda de consciência; confusão mental; fotofobia; convulsões; queda da pálpebra; fala prejudicada; náuseas; vômitos; sonolência ou estuporado; fraqueza muscular ou dificuldade de mobilidade; e dormência ou subtracção da sensibilidade de qualquer segmento do corpo.O aneurisma tem trato? A resposta, felizmente é sim. Quanto antes o paciente diagnosticar o aneurisma, mais eficiente será o tratamento e maiores serão as chances de sarar a doença. Porém, é uma doença com sisudez em nível tá e os pacientes só a percebem quando já é tarde demais. Em metade dos casos os pacientes acabam falecendo e, na outra metade, sofrem com sequelas neurológicas por conta da hemorragia cerebral.Quais as complicações e sequelas do aneurisma? As complicações que um aneurisma pode fomentar são muito graves, entre elas: derrame cerebral; rompimento e sangramento; vasoespasmo; hemorragia subaracnóidea; hiponatremia; e até mesmo coma.Curtiu o item? Veja mais dias interessantes na nossa pagina inicial do Passo a Passo. Obrigada pela sua visitante.

Isenção de responsabilidade! Como um serviço para nossos leitores, o ABCTudo fornece acesso à nossa biblioteca de conteúdo arquivado. Favor observar a data da última revisão ou atualização em todos os artigos. Nenhum conteúdo deste site, independentemente da data, deve ser usado como um substituto para aconselhamento médico direto de seu médico ou outro clínico qualificado.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies