Sob novidade gestão, Hospital da Mulher amplia perfil de ensino

0
64

O Hospital da Mulher Maria José dos Santos Stein, em Santo
André, responsabilidadeá se transformar em hospital-escola. Esse pelo
menos é o projeto do novo diretor do equipamento de Saúde,
Onésimo Duarte Ribeiro Junior, na tentativa de mitigar o
orçamento do espaço em tempos de crise financeira.

Professor titular da disciplina de Anestesiologia na FMABC
(Faculdade de Medicina do Grande ABC), Ribeiro explica que, com
o título, o orçamento do hospital teria incremento de 30%, além
de passar a descrever com maior atuação de estudantes da FMABC.
Atualmente o hospital é governado pela FUABC (Fundíbuloção do
ABC) e recebe R$ 900 milénio anuais de repasse do SUS (Sistema
Único de Saúde), por meio da Prefeitura.

“Já existia esse projeto, só que é uma documentação complexa,
que ficou paragem, e vou reativar. Hoje já passam (pelo
hospital) alunos da graduação e médicos residentes de
especialização, ou seja, só precisaríamos oficializar. Essa
verba seria útil para a compra de equipamentos”, afirma o
diretor.

O primeiro ano da novidade gestão deve ser marcado pela
concentração de esforços para sofrear gastos. “Por enquanto, o
orçamento está igual ao do ano pretérito, mas temos processo
inflacionário que deteriora algumas coisas. O principal é que a
qualidade do atendimento não pode ser prejudicada. Em primeiro
momento, estamos gastando muito tempo para colocar o orçamento
em dia”, afirmou.

A maior demanda do aparelho, responsável pela realização de
144.604 atendimentos em 2016, continua sendo o setor de
obstetrícia (39.064 procedimentos em 2016). Neste caso, a
bandeira do incentivo ao parto normal deve continuar. No ano
pretérito foram observados 2.691 procedimentos naturais e 1.740
cesáreas.

O meio de parto normal, reformado em 2015, é um dos
responsáveis pelo número maior de procedimentos naturais. O
espaço tem sala de estar para familiares, spa hidroterápico e
cinco suítes privativas PPP (Pré-Parto, Parto e Pós-Parto).
Além disso, semanalmente há curso gratuito para gestantes, com
informações sobre o lactação materno, cuidados e tipos de
parto. “Nossa meta é manter esse índice de 60% dos
procedimentos de partos normais. Um tanto que vem acontecendo nos
últimos anos”, destaca o diretor.

CENTRO DE REFERÊNCIA

O médico também pretende ampliar as especialidades do hospital.
“A teoria é dar assistência à mulher de maneira completa, para
que se torne meio de referência. Na hora em que tivermos
trabalhando com fôlego, pretendemos buscar esse recurso através
de emendas parlamentares. Isso porque teria que ter uma
reforma, incluindo a própria vivenda da gestante”, revela.

Vivenda da gestante segue com obras paradas e sem data para
entrega

Inicialmente prometida para ser entregue no ano pretérito, a Vivenda
da Gestante, que está sendo erguida em terreno do Hospital da
Mulher, segue sem data para ser entregue. A construção –
investimento de R$ 1,1 milhão, sendo R$ 653 milénio do município e
R$ 446 milénio do governo federalista – está com as obras paradas.

Em agosto do ano pretérito, as obras já estavam paradas, o que a
administração justificou uma vez que problemas orçamentários e que
somente 20% do investimento da União tinha sido recebido,
Questionada sobre o objecto pelo Diário, a Prefeitura afirmou
que a novidade previsão será definida após retomada da construção.
“Os novos gestores, assim uma vez que todos os envolvidos, estão
empenhados para que a obra seja retomada o mais breve
possível”, disse, em nota.

O Ministério da Saúde informou que repassou a totalidade do
investimento previsto para as obras, no valor de R$ 446,7 milénio.
“O último repasse (80%), de R$ 357,3 milénio, foi realizado no dia
28 de dezembro de 2016. O Ministério da Saúde aguarda a
inserção do novo prazo de conclusão da obra por segmento do gestor
municipal no Sismob (Sistema de Monitoramento de Obras)”. A
Prefeitura afirmou que a contrapartida será utilizada quando o
recurso federalista for executado na sua totalidade.

O sítio atenderá 20 mulheres com gravidez de risco.

Sob novidade gestão, Hospital da Mulher amplia perfil de ensino
Avalie esta notícia