Tática Maicon e Calleri! Como o SP vai atuar no mercado neste início de ano

0
97

Em sua primeira entrevista como técnico em 2017, Rogério Ceni
deixou claro que o São Paulo precisa de mais dois ou três
reforços para ter um time ideal. No entanto, o ex-goleiro vai
ter de esperar um pouco para ter o seu elenco completo.

O São Paulo vai repetir a tática utilizada no ano passado no
mercado da bola. Depois de fazer algumas contratações, a
diretoria vai tentar usar os últimos dias da janela de
transferência dos grandes centros da Europa, entre o fim de
janeiro e o começo de fevereiro, para voltar a atuar com força.

“Nós conversamos e o Rogério está ciente de que não vamos fazer
loucuras. Vamos esperar passar a Florida Cup e começar o
Paulista, aí veremos se é preciso mais alguém”, disse o José
Jacobson, o diretor de futebol do São Paulo.

Em 2016, o clube usou tal estratégia para trazer o atacante
Calleri, na segunda quinzena de janeiro, e o zagueiro Maicon,
em fevereiro. Desta maneira, o Tricolor poderá estudar um pouco
melhor o mercado e observar jogadores menos valorizados para
fechar um bom negócio.

No ataque, por exemplo, Rogério Ceni espera contar com um
camisa 9. A negociação com os dois favoritos para o setor está
em compasso de espera. O clube já fez duas ofertas para o
paraguaio Cristian Colmán. O Nacional do Paraguai deve dar
uma resposta em breve. O Grêmio, porém, demonstrou
interesse no estrangeiro. 

Já o argentino Calleri tem contrato com o West Ham, da
Inglaterra, até maio. Se não acertar com algum clube europeu
até o fim deste mês, ele pode voltar ao Tricolor. No entanto, o
Tricolor já tem até salário acertado com o argentino: que
receberá R$ 400 mil durante um ano de contrato.

Segundo o departamento financeiro do clube, a diretoria vai ter
cerca de R$ 17 milhões para contratações neste ano – sendo que
este valor pode mudar caso algum atleta seja negociado.

Até agora, o São Paulo contratou o meio-campo Cícero, o goleiro
Sidão e os atacantes Wellington Nem e Neilton para 2017. O
lateral esquerdo Júnior Tavares, que estava na base emprestado
pelo Grêmio, assinou contrato de três temporadas e promovido ao
time profissional por Rogério Ceni.

Quer receber notícias do São Paulo
de graça pelo Facebook Messenger?
Clique AQUI[1] e
siga as instruções.

Tática Maicon e Calleri! Como o SP vai atuar no mercado neste início de ano
Avalie esta notícia