Todos contra dois: Amaury e Amigão novamente derrotados em votação

0
162

Mais uma vez palco de
discussões e desentendimentos entre os nobres pares, a sessão
da Câmara de Ribeirão Pires ocorrida na tarde de ontem foi
novamente marcada pela roteiro dos vereadores Professor Amaury
(PV) e Amigão D’Orto (PTC), após rejeição por secção dos 15
demais vereadores quando votado um conjunto de requerimento da
dupla. Entre os requerimentos estão inseridos questionamentos
quanto a rondas da GCM, situação e manutenção da Livraria
Municipal.
 

“Nós não vamos entrar nessa pendência que vocês (vereadores) estão
tentando começar. Falo por mim e pelo Amigão, vamos sim concordar
todos os projetos e requerimentos que forem obséquioáveis à
população”, afirmou Amaury.
 

Após a sessão, em entrevista, os vereadores classificaram a
ação uma vez que boicote por secção dos vereadores.
 

“Não acredito que isso esteja partindo do prefeito (Kiko
Teixeira), já que em conversa com o Governo nossas propostas
foram muito recebidas. Isso é um boicote por secção dos vereadores
e todos puderam ver isso hoje”, defendeu Amigão.
 

“Eu não acho que vocês sejam os salvadores de Ribeirão. Acho
que nessa Câmara ninguém é melhor que ninguém, cada um faz
política da sua forma”, retrucou Edson Savieto, o Banha (PPS),
que minutos antes havia entrado em conflito com um munícipe que
se manifestava no plenário. Banha chegou a gritar enquanto
discutia e precisou ser contido por um funcionário da Moradia de
Leis.
 

Relembrando votações anteriores, uma vez que a mudança de horário das
sessões, quando vereadores se negaram transferí-la para o
período noturno por “aumento nos gastos”, Amigão anunciou a
votação do projeto que reduz o subsídio dos vereadores para a
próxima sessão. “Quero só ver uma vez que os vereadores vão agir na
semana que vem durante a votação. Creio que todos que foram
contra a mudança no período pelos gastos, certamente responsabilidadeão
concordar, né?”, provocou o parlamentar.

Todos contra dois: Amaury e Amigão novamente derrotados em votação
Avalie esta notícia
Compartilhar